SISTEMA DE CUSTEIO POR ABSORÇÃO NO PODER LEGISLATIVO MUNICIPAL:

ESTUDO MULTICASO

Autores

  • Ari Söthe UFFS-Chapecó-SC
  • Adrielly Bulling dos Santos UFFS/Cerro Largo-RS

Palavras-chave:

Custeio por Absorção, Gestão de Custo, Poder Legislativo

Resumo

O estudo buscou avaliar os custos dos serviços prestados dos poderes legislativos municipais de Cerro Largo/RS e Rolador/RS por meio da aplicação da metodologia do custeio por absorção. A pesquisa se caracterizou como estudo multicaso, descritivo, documental, com abordagem qualitativa e quantitativa, a partir dos dados coletados nos portais da transparência dos poderes legislativos dos municípios selecionados. A partir do estudo observou-se o comportamento dos custos de serviços prestados pelos poderes legislativos a partir da metodologia do custeio por absorção (com departamentalização). Identificou-se a aplicabilidade deste método diante da identificação do funcionamento operacional dos entes estudados, como também das matérias cuja votação e discussão consomem mais recursos do orçamento. Nesse sentido, a comparação dos custos entre os dois municípios estudados, identificou que apesar de possuírem diferenças administrativas, eles prestam serviços com custos semelhantes e a metodologia aplicada do custeio por absorção pode ser utilizada em ambos os casos, possibilitando aos gestores melhor controle dos custos e identificação dos possíveis desperdícios.

Biografia do Autor

Ari Söthe, UFFS-Chapecó-SC

Doutor em Desenvolvimento Regional/FURB, Docente da Universidade Federal da Fronteira Sul/Campus Chapecó/SC

Adrielly Bulling dos Santos, UFFS/Cerro Largo-RS

Graduada em Administração/Universidade Federal da Fronteira Sul/Campus Cerro Largo/RS

Referências

ALONSO, Marcos. Custos no serviço público. Revista do Serviço Público, v. 50, n. 1, p. 37-63, 1999.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Brasília, DF: Senado 1988. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm. Acesso em: 06 jul. 2021.15

FEE. Fundação de Economia e Estatística. COREDE Missões. 2015-2017. Disponível em:<https://www.fee.rs.gov.br/perfil-socioeconomico/coredes/detalhe/?corede=Miss%F5es>. Acesso em: 13 agos. 2021.

GIL, Antônio Carlos. Como Elaborar Projetos de Pesquisa. 4 ed. São Paulo: Atlas, 2002.

LEONE, George. S. G. Custos: planejamento, implementação e controle. 3. ed. São Paulo: Atlas, 2000.

MARTINS, Eliseu. Contabilidade de Custos. 9. ed. São Paulo: Atlas, 2009.

________. Contabilidade de custos: inclui o ABC. 7. ed. São Paulo: Atlas, 2000.

MAUSS, Cezar Volnei; SOUZA, Marcos Antônio de. Gestão de custos aplicada ao setor público: modelo para mensuração e análise da eficiência e eficácia governamental. 1. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

MIRANDA FILHO, Carlos Ramos de. Sistema de custos na administração pública: uma análise das proposições teóricas atuais a luz da realidade institucional – o caso da Secretaria da Fazenda do Estado da Bahia. Dissertação de Mestrado – Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2003.

PADOVEZE, Clóvis Luís. O Paradoxo da Utilização do Método de Custeio: Custeio Variável Versus Custeio por Absorção. Revista de Contabilidade do CRC-SP, v.12, p. 50, ano 4, 2000.

PRADE, Adelir Júnior; FABRE, Valkyrie Vieira. Gastos com pessoal no poder legislativo municipal: comparativo nos municípios catarinenses. Revista de Contabilidade da UFBA, v. 12, n. 2, mai/ago, 2018.

RAUPP, Fabiano Maury. Gestão de custos no legislativo municipal como instrumento de prestação de contas: Um comparativo entre o custeio por absorção e o custeio baseado em atividades. Cadernos Gestão Pública e Cidadania, v. 16, n. 59, 2011.

_______. Gestão de Custos no Legislativo Municipal por meio do Custeio por Absorção: um Estudo de Caso. XV Congresso Brasileiro de Custos – Curitiba - PR, Brasil, 12 a 14 de novembro de 2008

REMÍGIO, Hipólito Gadelha. Custos no serviço público: um modelo aplicado ao custeio dos processos judiciais. 2002. 167f. Dissertação (Mestrado em Contabilidade), Programa Multiinstitucional e Inter-Regional de Pós-Graduação em Ciências Contábeis, Brasília, 2002.

RIBEIRO, Guilherme Wagner. Funcionamento do Legislativo Municipal, 2012.

SILVA, Lino Martins. Contabilidade governamental: um enfoque administrativo. 1.ed. São Paulo: Atlas, 2008.16

SILVA, Anderson Soares; GRACILIANO, Erivelton Araujo. Contabilidade de custos na administração pública: o caso das organizações militares prestadoras de serviços. XVII Congresso Brasileiro de Custos – Belo Horizonte – MG, Brasil, 3 a 5 de novembro de 2010.

SLOMSKI, Valmor. Manual de Contabilidade Pública. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2006

SOUZA, Marcos Antônio. Práticas de contabilidade gerencial adotadas por subsidiárias brasileiras de empresas multinacionais. 2001. Tese (Doutorado em Ciências Contábeis), Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Universidade de são Paulo, São Paulo, 2001.

ZAMBERLAN, Luciano et al. Pesquisa em ciências sociais aplicadas. Ijuí: Ed. Unijuí, 2014.

YIN, Robert. Case Study Research: Design and Methods. 2. Ed. Thousand Oaks: SAGE Publications, 1994.

Downloads

Publicado

2023-06-06

Como Citar

SÖTHE, A.; SANTOS, A. B. dos . SISTEMA DE CUSTEIO POR ABSORÇÃO NO PODER LEGISLATIVO MUNICIPAL:: ESTUDO MULTICASO. Anais do Simpósio Latino-Americano de Estudos de Desenvolvimento Regional, IJUÍ - RS - BRASIL, v. 3, n. 1, 2023. Disponível em: https://publicacoeseventos.unijui.edu.br/index.php/slaedr/article/view/22894. Acesso em: 12 abr. 2024.

Edição

Seção

ST1 – Gestão social e controle social de territórios