Os Anais do Simpósio Latino-americano de Estudos de Desenvolvimento Regional (SLAEDR) são uma publicação bianual com os trabalhos acadêmicos submetidos, aprovados e apresentados no SLAEDR,  que se constitui em iniciativa do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Regional - Mestrado e Doutorado (PPGDR/UNIJUÍ).

Comunicamos que o ISSN foi solicitado. No entanto, a Centro Brasileiro do ISSN (CBISSN/IBICT) informou que "no caso dos Anais de eventos o ISSN somente poderá ser solicitado a partir da publicação do segundo número para comprovação de periodicidade. O código ISSN será retroagido ao primeiro número".

Assim, após a 2. edição do SLAEDR, prevista para 2020, comunicaremos o ISSN para completar as informações no Lattes.

O Simpósio Latino-americano de Estudos de Desenvolvimento Regional (SLAEDR) é uma iniciativa do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Regional (PPGDR/UNIJUÍ). O PPGDR foi criado em 2002, com o Curso de Mestrado em Desenvolvimento, Gestão e Cidadania, posteriormente Mestrado em Desenvolvimento e a partir de 2016 Mestrado em Desenvolvimento Regional, que ofereceu sua 17ª turma em 2018, tendo formado nestes últimos 15 anos mais de 350 Mestres. A partir de 2015, com a migração do Programa para o Comitê de Planejamento Urbano e Regional e Demografia (PURD) e com a oferta do curso de Doutorado em Desenvolvimento Regional a partir de 2016, o PPGDR busca constituir-se como parceiro efetivo da rede de programas de pós-graduação que atuam na temática do desenvolvimento, em especial aqueles programas vinculados ao Comitê de Área PURD da CAPES. Neste sentido, o PPGDR/UNIJUÍ cria seu Evento Científico bianual, como espaço acadêmico de debates sobre o desenvolvimento regional.

O I SLAEDR definiu como tema central as Possibilidades de Desenvolvimento em Territórios Periféricos.  Se a globalização, para muitos, pode ser entendida como a culminação de um processo que começou com a constituição da América e do capitalismo colonial, eurocentrado num padrão de poder mundial que enfatiza as relações norte/sul, por outro lado, o processo de mundialização em curso reforça a retomada de questões relacionadas ao desenvolvimento, inovação, colonialidade, relações sul-sul, bem como da discussão do desenvolvimento local e regional e da gestão social dos territórios.

Neste sentido, o I SLAEDER privilegiou o debate e acolheu trabalhos voltados à investigação dos processos de gestão do território, a partir de uma noção de desenvolvimento territorial como processo multidimensional que articula diferentes atores e escalas em diferentes arranjos e processos institucionais.

Para operacionalizar este enfoque, organizou-se em três eixos temáticos que seguem as três Linhas de Pesquisa do PPGDR/UNIJUÍ:

EIXO 1: ESTADO, DEMOCRACIA, POLÍTICAS PÚBLICAS E GESTÃO SOCIAL DO DESENVOLVIMENTO

Vinculado à Linha de Pesquisa Políticas Públicas e Gestão Social do PPGDR, este eixo tratou de um conjunto de temas relacionados às concepções, estudos e práticas de Estado, sociedade e esfera pública e ao planejamento, gestão, monitoramento e análise de políticas públicas e do desenvolvimento territorial. Neste âmbito, acolheu trabalhos que abordam os temas de gestão pública e da gestão social relacionados a demandas, conquistas e operacionalização de direitos de cidadania e políticas sociais e o papel do Estado e da sociedade civil na restauração e manutenção da democracia e da esfera pública. Acolheu também as temáticas da governança e governabilidade, das relações intra e intergovernamentais, da descentralização político-administrativa e da arquitetura organizacional do aparelho de Estado nas diferentes esferas e poderes, com ênfase aos novos arranjos institucionais na gestão dos serviços públicos e nas problemáticas do poder local e do planejamento urbano e regional. São ainda temas de interesse a governança territorial e gestão social do desenvolvimento, com ênfase aos sistemas e redes de participação e controle social numa perspectiva de democracia deliberativa e participativa. Assim, foram submetidos trabalhos sobre:

  • Direitos, Democracia, Sociedade Civil e Esfera Pública
  • Desenvolvimento e Gestão Social de Territórios
  • Formação de Agenda, Formulação, Implementação, Monitoramento e Avaliação de Políticas Públicas
  • Associativismo, Economia Solidária e Autogestão
  • Participação, Governança, Conselhos Gestores de Políticas Públicas e Controle Social
  • Políticas públicas de desenvolvimento regional e territorial
  • Relações Estado/sociedade civil/mercado
  • Estudos culturais, comunicação, mídia, tecnologias de informação, democracia digital, transparência e acesso às informações e outros temas emergentes relacionados.

EIXO 2: SISTEMAS PRODUTIVOS E DESENVOLVIMENTO TERRITORIAL

Vinculada à Linha de Pesquisa Desenvolvimento Territorial e Gestão de Sistemas de Produtivos do PPGDR, este eixo tratou de temas relacionados às interações e interdependências dos processos e tendências globais e as dinâmicas nacionais, regionais e locais de desenvolvimento. Neste sentido recebeu trabalhos que abordam especificidades de dinâmicas produtivas, suas relações socioeconômicas internas e externas e sua articulação em cadeias produtivas ou arranjos produtivos locais. Contemplou igualmente estudos que discutem sobre potencialidade, viabilidade e sustentabilidade de sistemas produtivos, bem como seus impactos econômicos, sociais e ambientais no desenvolvimento local e regional. Foram submetidos trabalhos sobre:

  • Condicionantes estruturais, infraestrutura
  • Desenvolvimento regional, Desenvolvimento sustentável
  • Sistemas agrários, Sistemas de Produção, Agricultura familiar
  • Dinâmicas produtivas locais associadas a atividades industriais e de serviços
  • Cadeias produtivas, agronegócio, cooperativismo
  • Arranjos produtivos locais, PMEs
  • Projetos de desenvolvimento, Impactos econômicos, sociais e ambientais
  • Outros temas relacionados aos processos de desenvolvimento de territórios

EIXO 3: GESTÃO EMPRESARIAL

Vinculado à Linha de Pesquisa Gestão Empresarial do PPGDR, este eixo propôs analisar as relações entre as condições de desenvolvimento dos territórios e a competitividade de suas organizações. As organizações são concebidas como sistemas abertos que influenciam e são influenciadas por seu contexto e como tal devem ser investigadas, ou seja, existe uma permeabilidade entre a empresa e seu ambiente que acaba gerando um processo de mútua influência e dependência. Neste contexto objetivou-se investigar, na perspectiva local e regional, as influências geradas e recebidas e as relações que são possíveis estabelecer entre os fatores locais e a competitividade organizacional e territorial, bem como o monitoramento da evolução de um conjunto de sinais que possam refletir, em termos estáticos e dinâmicos, o desenvolvimento deste local e da competitividade organizacional. Assim, foram submetidos trabalhos sobre:

  • Competitividade e fatores de competitividade organizacional;
  • Estrutura e Estratégias organizacionais;
  • Capacidades dinâmicas e competências essenciais;
  • Governança organizacional e territorial;
  • Sistemas de apoio a decisão e de gestão;
  • Análise organizacional em suas diversas dimensões: financeira, mercadológica, competitiva, ...;
  • Ambientes de inovação, aprendizagem e empreendedorismo;
  • Competitividade e o papel dos atores e instituições;
  • Competitividade e aglomerados industriais;
  • Interação universidade e empresa;
  • Responsabilidade social corporativa;
  • Marketing, competitividade e desenvolvimento de territórios;
  • Tecnologia, gestão e competitividade.

Em sua primeira edição o SLAEDR contou com a submissão de 131 trabalhos completos, que foram avaliados pelos integrantes do Comitê Científico no sistema duplo-cego. Em caso de discordâncias na avaliação foi realizada arbitragem pela Comissão Organizadora, tendo sido aprovados 112 trabalhos, dos quais 97 foram apresentados pelos seus autores durante o evento em sessões de comunicação. Estes 97 trabalhos são publicados nestes Anais, sendo 38 no Eixo 1, 30 no Eixo 2 e 29 no Eixo 3.