EXPERIÊNCIAS EXTENSIONISTAS EM TERRITÓRIO FRONTEIRIÇO

Autores

  • Eliana Lamberti PPGDRS/UEMS
  • Rosele Marques Vieira PPGDRS/UEMS

Palavras-chave:

Extensão, Território fronteiriço, Desenvolvimento regional, Direito & Economia, Economia Solidária

Resumo

Projetos de extensão, o contexto da fronteira internacional do Estado de Mato Grosso do Sul (Brasil) com o país vizinho (Paraguai) e a produção acadêmica junto ao Programa de Pós Graduação em Desenvolvimento Regional e Sistemas Produtivos embalam a inspiração das reflexões presentes neste trabalho. A perspectiva do desenvolvimento como liberdade e suas implicações regionais correspondem à revisão teórica. O relato de experiencia foi embalado por pesquisas que relacionam o papel de uma instituição de ensino superior pública estadual enquanto vetor do desenvolvimento num território, em geral, destacado por seus desafios em termos de segurança pública. A extensão sempre foi um dos alicerces da Educação Superior, porém, por razões diversas, frequentemente ocupava o terceiro lugar na ordem hierárquica de prioridades (leia-se tripé Ensino, Pesquisa e Extensão) ou mesmo de interesse da comunidade acadêmica. A extensão é a mola propulsora do papel social da UEMS enquanto promotora do desenvolvimento socioeconômico. E a responsabilidade da comunidade acadêmica dos cursos de Ciências Econômicas e Direito, neste processo de desenvolvimento, seja para propor alternativas de superação dos gargalos regionais seja para construir novas propostas econômicas e jurídicas para transformar a realidade periférica e desafiadora que a fronteira sul-mato-grossense impõe aos atores sociais, públicos e privados, é consideravelmente significativa. Tanto a graduação como a pós graduação estão sendo provocadas, através dos instrumentos do processo de avaliação externa, a indicar como efetivamente geram impactos positivos na comunidade. A extensão aceita essa provocação e tem ótimas respostas.

Biografia do Autor

Eliana Lamberti, PPGDRS/UEMS

Doutora em Economia do Desenvolvimento (UFRGS). Docente pesquisadora do Programa de Pós Graduação em Desenvolvimento Regional e Sistemas Produtivos (PPGDRS) da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS).

Rosele Marques Vieira, PPGDRS/UEMS

Doutora em Economia do Desenvolvimento (UFRGS). Docente pesquisadora do Programa de Pós Graduação em Desenvolvimento Regional e Sistemas Produtivos (PPGDRS) da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS).

Referências

BERNO, Mônica de Fátima. As práticas gerenciais e a função social da Universidade perante o desenvolvimento regional: um estudo sobre uma Universidade pública estadual. Dissertação de mestrado/PPGDRS. Ponta Porã, MS: UEMS, 2022.

BRAGA, Vinicius Vasconcelos. O papel da UEMS na interiorização do desenvolvimento no Mato Grosso do Sul. Dissertação de mestrado/PPGDRS. Ponta Porã, MS: UEMS, 2019.

BRASIL. Decreto n.º 7.397, de 22 de dezembro de 2010. Institui a Estratégia Nacional de Educação Financeira - ENEF, dispõe sobre a sua gestão e dá outras providências. Disponível em http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2007-2010/2010/Decreto/D7397.htm/

CAVALCANTE, Simone de Oliveira Rocha. Compra pública como colaboradora para o desenvolvimento econômico no estado de MS: uma análise da UEMS. Dissertação de mestrado/PPGDRS. Ponta Porã, MS: UEMS, 2017.

DIÁRIO OFICIAL. Prefeitura Municipal de Ponta Porã. Edição 2984. Ponta Porã-MS, 13 de julho de 2018. Disponível em: https://pontapora.ms.gov.br/diarios/3369.pdf.

DOWBOR, Ladislau. Democracia Econômica: alternativas de gestão social. 2ª edição atualizada. Petrópolis, RJ: Vozes, 2013.

ENRÍQUEZ, Maria Amélia. Trajetórias do desenvolvimento: da ilusão do crescimento ao imperativo da sustentabilidade. Rio de Janeiro: Garamond, 2010.

GODOY, Marilia Lorena Aguero. A Universidade como indutora de desenvolvimento regional/local: as ações extensionistas da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS) - Unidade Universitária de Ponta Porã. Dissertação de mestrado/PPGDRS. Ponta Porã, MS: UEMS, 2021.

MACHADO, Esmael; VIEIRA, Rosele Marques; MISSIO, Fabricio (Org.) . Renda, (des) Emprego e Economia Popular Solidária: experiências e novos desafios. Dourados-MS: Editora Seriema, 2011.

MACHADO, Lia (et. Al.). O desenvolvimento da faixa de fronteira: uma proposta conceitual-metodológica. In: OLIVEIRA, Tito Carlos Machado de Oliveira (org.). Territórios sem limites: estudos sobre fronteiras. Campo Grande: UFMS, 2005, p. 87-112.

OLIVEIRA, Tito Carlos Machado de Oliveira. Tipologia das relações fronteiriças: elementos para o debate teórico-práticos. In: OLIVEIRA, Tito Carlos Machado de Oliveira (org.). Territórios sem limites: estudos sobre fronteiras. Campo Grande: UFMS, 2005, p. 377-408.

SACHS, Ignacy. Caminhos para o desenvolvimento sustentável. Rio de Janeiro: Garamond, 2009.

SANTOS, Boaventura de Souza. CHAUÍ, Marilena. Direitos Humanos, democracia e desenvolvimento. São Paulo: Cortez, 2013.

SEN, Amartya. Desenvolvimento como Liberdade. São Paulo: Companhia das Letras, 2010.

SILVA, Lucimara Inácio do Prado da. Economia, Finanças solidárias e desenvolvimento local: atuação do Banco Pirê em Dourados (2006-2016). Dissertação de mestrado/PPGDRS. Ponta Porã, MS: UEMS, 2017.

SOUZA, Edson Pereira de. O protagonismo do egresso do Curso de Administração Pública, modalidade a distância oferecido pela UEMS, no desenvolvimento do município de Miranda/MS. Dissertação de mestrado/PPGDRS. Ponta Porã, MS: UEMS, 2018.

SOUZA, Nidene Cardena A Extensão Universitária como Promotora de Desenvolvimento: Análise da Extensão na Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul. Dissertação de mestrado/PPGDRS. Ponta Porã, MS: UEMS, 2021.

VEIGA, José Eli da. Desenvolvimento sustentável: o desafio do século XXI. Rio de Janeiro: Garamond, 2010.

Downloads

Publicado

2023-06-06

Como Citar

LAMBERTI, E.; VIEIRA, R. M. EXPERIÊNCIAS EXTENSIONISTAS EM TERRITÓRIO FRONTEIRIÇO. Anais do Simpósio Latino-Americano de Estudos de Desenvolvimento Regional, IJUÍ - RS - BRASIL, v. 3, n. 1, 2023. Disponível em: https://publicacoeseventos.unijui.edu.br/index.php/slaedr/article/view/22884. Acesso em: 13 abr. 2024.

Edição

Seção

ST3 – Políticas públicas, planejamento urbano e integração regional