PROJETOS INTERDISCIPLINARES HÍBRIDOS:

POSSIBILIDADES PARA O DESENVOLVIMENTO EDUCACIONAL

Autores

  • Danieli de Oliveira Biolchi PPGDR/UNIJUÍ
  • Airton Adelar Mueller PPGDR/UNIJUÍ
  • Sidinei Pithan da Silva PPGEC/UNIJUI
  • Edson Luiz Padoin UNIJUI
  • Átila Cordeiro Biolchi
  • Vinicios Gonchoroski de Oliveira UNIJUI

Palavras-chave:

Interdisciplinaridade, Educação, Pedagogia, Tecnologia, Qualidade

Resumo

O presente estudo tematiza uma forma de pensar a educação por meio de uma pedagogia de projetos interdisciplinares híbridos. O enfoque teórico-metodológico da pesquisa ampara-se num ensaio crítico-hermenêutico, o qual, após revisar autores clássicos que discutem a temática, procura tecer relações que favoreçam os educadores a construir tal caminhada. Destaca, sobretudo, que o trabalho interdisciplinar e o enfoque pedagógico centrado na construção de projetos educacionais híbridos tornam-se dimensões complementares, quando pensamos nos fundamentos epistemológicos, pedagógicos e políticos que sustentam a proposta. O enfoque de uma aprendizagem significativa, contextual, e que estimula à pesquisa e à participação cidadã, tornam-se possíveis resultados de uma escola que valoriza e entende a pedagogia de projetos como via para construir e desenvolver conceitos, valores, saberes e práticas pertinentes a uma civilização planetária.

Biografia do Autor

Danieli de Oliveira Biolchi, PPGDR/UNIJUÍ

Doutoranda em Desenvolvimento Regional no PPGDR/Unijui. Bolsista Prosuc/Capes.

Airton Adelar Mueller, PPGDR/UNIJUÍ

Doutor em Sociologia pela Freie Universität Berlin, Alemanha (2015). Estágio Pós-doutoral pelo PPGDR/UNIJUI (2017). Professor do PPGDR/UNIJUI.

Sidinei Pithan da Silva, PPGEC/UNIJUI

Doutor em Educação pela UFPR. Professor do PPGEC/UNIJUI.

Edson Luiz Padoin, UNIJUI

Doutor em Computação pela UFRGS. Professor da UNIJUI. 

Átila Cordeiro Biolchi

Bacharel em Ciências da Computação pela Unijui.

Vinicios Gonchoroski de Oliveira, UNIJUI

Doutor em Desenvolvimento Regional pelo PPGDR/UNISC. Técnico do Núcleo de Inovação Pedagógico da UNIJUI.

Referências

BACICH, L; TANZI NETO, A.; TREVISANI, F. M. (org.). Ensino Híbrido – personalização e tecnologia na educação. Porto Alegre: Penso, 2015.

CASTELLS, M. A Era da Informação: economia, sociedade e cultura - vol. 1. 8 ed. São Paulo: Paz e terra, 2005.

DIRETRIZES GERAIS SOBRE APRENDIZAGEM HÍBRIDA. Conselho Nacional de Educação, 2022. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=227271-texto-referencia-educacao-hibrida&category_slug=novembro-2021-pdf&Itemid=30192. Acesso em: 28 ago. 2022.

FAZENDA, I.C.A. Integração e interdisciplinaridade no ensino brasileiro: efetividade ou ideologia. 6 ed. São Paulo: Edições Loyola, 2011.

FREIRE, P. A Educação na Cidade. São Paulo: Cortez; 1991.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia. São Paulo: Paz e Terra, 2017.

IMMACOLATA, M. Jesús Martín-Barbero e os mapas essenciais para compreender a comunicação. Intexto, Porto Alegre, n. 43, p.14-23, set/dez, 2018. Disponível em: . Acesso em: 10 jan. 2019.

Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996 (1996, 23 de dezembro). Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial da União, seção 1.

MARKHAM, T; Larmer, J; Ravitz, J. (organizadores) (2008). Aprendizagem baseada em projetos: guia para professores de ensino fundamental e médio. Porto Alegre: Artmed., 2008.

MARTÍN-BARBERO, J. Dos meios às mediações: 3 introduções. MATRIZES, v.12 – n 1 jan./abr. 2018, São Paulo, p. 9-31.

______. Ofício de Cartógrafo. Fundo de Cultura Económica. Chile, 2002.

MINAYO, M.C.S. Pesquisa social: teoria, método e criatividade. Editora Vozes Limitada, 2011.

MOURA, D. G. de. Trabalhando com projetos: planejamento e gestão de projetos educacionais. Petrópolis, RJ: Vozes, 2006.

MORIN, E. Os sete saberes necessários à educação do futuro. 2. ed. São Paulo: Cortez, 2001.

MORAN, J. M. Educação híbrida: Um conceito-chave para a educação hoje. In: Bacich, Lilian; Neto, Adolfo Tanzi; Trevisani, Fernando de Mello. Ensino híbrido: personalização e tecnologia na educação. Porto Alegre: Penso. 2015.

CANCLINI, Néstor García. Culturas híbridas: estrategias para entrar y salir de la modernidad. Buenos Aires: Sudamericana, 1995.

OLIVEIRA, Vinicios Gonchoroski. Democracia digital e participação cidadã: o sistema estadual de participação popular e cidadã da gestão do governo de Tarso Genro/RS (2011-2014), 314f. Tese – Programa de Pós-graduação em esenvolvimento Regional – Unisc, Santa Cruz do Sul, 2019.

PIAGET, J. Méthodologie des Relations Interdisciplinaires. Archives de Philosophie, p. 34, 539-549, 1972.

RANIERI, N.B.S., ALVES, A.L.A. (Org.). Direito à educação e direitos na educação: em perspectiva interdisciplinar. São Paulo: Cátedra UNESCO de Direito à Educação da Universidade de São Paulo, 2018.

THOMPSON, J. B. A mídia e a modernidade. Vozes, Petrópolis, 2002.

TRINDADE, D.F. Interdisciplinaridade: um novo olhar sobre as ciências. In: FAZENDA, I. (org.). O que é interdisciplinaridade? São Paulo: Cortez, 2008.

VIGOTSKI, L. S. Aprendizagem e desenvolvimento intelectual na idade escolar. In: VIGOTSKII, L. S.; LURIA, A. R.; LEONTIEV, A. N. Linguagem, desenvolvimento e aprendizagem. 7. ed. São Paulo: Ícone, p. 103-119, 2001.

WERTHEIN, Jorge. A Sociedade da Informação e seus desafios. Revista Ciência e Informação, Brasília, v. 29, n° 2, p.71-77, mai./ago. 2000. Disponível em: www.scielo.br/pdf/ci/v29n2/a09v29n2.pdf. Acesso em: 15 ago. 2017.

Downloads

Publicado

2023-06-06

Como Citar

BIOLCHI, D. de O. .; MUELLER, A. A.; SILVA, S. P. da; PADOIN, E. . L.; BIOLCHI, Átila C.; OLIVEIRA, V. G. de . PROJETOS INTERDISCIPLINARES HÍBRIDOS:: POSSIBILIDADES PARA O DESENVOLVIMENTO EDUCACIONAL. Anais do Simpósio Latino-Americano de Estudos de Desenvolvimento Regional, IJUÍ - RS - BRASIL, v. 3, n. 1, 2023. Disponível em: https://publicacoeseventos.unijui.edu.br/index.php/slaedr/article/view/22871. Acesso em: 23 abr. 2024.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>