JOVENS RURAIS E O CELIBATO MASCULINO: UM ESTUDO DE CASO NO MUNICÍPIO DE VITORINO, PARANÁ

Autores

  • Cristiane Maria Tonetto Godoy Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
  • Caroline Viganó Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR)
  • Larisse Medeiros Gonçalves Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR)
  • José Ricardo da Rocha Campos Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR)
  • Paulo Henrique de Oliveira Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR)

Palavras-chave:

Agricultura Familiar, Jovens Rurais, Solteirões, Desenvolvimento Rural

Resumo

A modernização na agricultura alcançou novos patamares de produtividade, entretanto, acabou agravando os problemas no meio rural, sendo um dos problemas vividos o êxodo rural dos jovens. Nesse sentido, o presente artigo tem como objetivo refletir sobre a juventude rural do município de Vitorino/PR, bem como compreender o celibato masculino presente no município, através de vinte e duas entrevistas semiestruturadas com os agricultores familiares do município. Assim, foi possível constatar que os jovens que permanecem no campo estão na faixa etária de 11 a 20 anos, aqueles na faixa etária de 21 a 30 anos representam 19% dos jovens no rural. Em relação ao celibato masculino o munícipio apresenta homens acima dos trinta anos que se encontram solteiros em suas propriedades. Diante desse fato, é fundamental que existam estratégias e políticas públicas que valorizem o rural e que possibilitem aos jovens permanecerem no campo para o fortalecimento da agricultura familiar.

Biografia do Autor

Cristiane Maria Tonetto Godoy, Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)

Doutora e mestre em Extensão Rural, e graduada em Agronomia pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM).

Caroline Viganó, Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR)

Mestre em Desenvolvimento Regional e graduada em Ciências Contábeis pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR).

Larisse Medeiros Gonçalves, Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR)

Doutoranda em Desenvolvimento Regional e mestre em Agronomia pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR). Graduada em Agronomia pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará (IFPA).

José Ricardo da Rocha Campos, Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR)

Professor Adjunto na Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR). Doutor em Solos e Nutrição de Plantas pela Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, ESALQ/USP. Graduado em Agronomia e mestre em Produção Vegetal pela Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM).

Paulo Henrique de Oliveira, Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR)

Professor Titular na Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR). Doutor em Fitotecnia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), mestre e graduado em Agronomia pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM).

Downloads

Publicado

2021-12-03

Como Citar

GODOY, C. M. T. .; VIGANÓ, C.; GONÇALVES, L. M.; CAMPOS, J. R. da R.; OLIVEIRA, P. H. de. JOVENS RURAIS E O CELIBATO MASCULINO: UM ESTUDO DE CASO NO MUNICÍPIO DE VITORINO, PARANÁ. Anais do Simpósio Latino-Americano de Estudos de Desenvolvimento Regional, IJUÍ - RS - BRASIL, v. 2, n. 1, 2021. Disponível em: https://publicacoeseventos.unijui.edu.br/index.php/slaedr/article/view/21134. Acesso em: 19 jul. 2024.

Edição

Seção

ST3 – DINÂMICAS DEMOGRÁFICAS E REPERCUSSÕES NOS TERRITÓRIOS

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)