VALORES INDIVIDUAIS E ORGANIZACIONAIS: O CASO DA COOPERATIVA DE CRÉDITO CRESOL DE FREDERICO WESTPHALEN/RS

  • Josiele Maria Fão
  • Eliane Felin
  • Sandro Wiechork
  • Claudia Cristina Wesendonck
Palavras-chave: Cooperativismo, Valores Organizacionais, Valores Individuais

Resumo

O Cooperativismo de Crédito é um segmento que vêm se fortalecendo nas últimas décadas,
se tornando um setor para o desenvolvimento econômico do País. O presente estudo,
realizado na Cooperativa Cresol de Frederico Westphalen-RS, buscou analisar a relação dos
valores individuais e organizacionais de seus Associados com a Cooperativa. Quanto ao
método, a pesquisa se classifica como quantitativa descritiva. Na coleta de dados, foi
utilizado um questionário composto de variáveis relacionadas ao comprometimento, valores
e cooperativismo, sendo que neste momento se dará ênfase as duas últimas variáveis. A
Escala de Bases de Comprometimento Organizacional, referenciada por EBACO, foi
construída e validada em 2003, por Carlos Alberto Freire Medeiros, pesquisador e professor
da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Para este trabalho foram entregues
aleatoriamente 293 instrumentos aos associados, obtendo retorno de 234 instrumentos. Os
principais resultados destacam-se: Que a grande maioria dos entrevistados são do gênero
masculino com faixa etária entre 18 e 38 anos, casados, exercendo atividades rurais e com
base salarial de até dois salários mínimos. Quanto a variável valores destaca-se que 10, de
15 afirmativas, estão com porcentagem acima de 60% para a alternativa concordo
totalmente, mostrando que os valores da cooperativa estão alinhados com os valores dos
associados. Por fim, é importante destacar que o estudo apresenta de inovações,
corroborando com a cooperativa e com o cooperativismo de maneira geral, pois através dos
resultados apresentados têm-se um melhor entendimento sobre o pensamento dos
associados perante a organização a qual eles fazem parte.

Biografia do Autor

Josiele Maria Fão

Bolsista PROSUC/CAPES, aluna do curso de mestrado em Desenvolvimento Regional, da UNIJUÍ. Graduada em Administração (2010), Graduada em Administração: Gestão Pública (2016), Especialista em Gestão Empresarial (2012), Especialista em Liderança e Sustentabilidade (2017).

Eliane Felin

Aluna do curso de Administração Pública, da UERGS.

Sandro Wiechork

Mestre em em Desenvolvimento Regional e Agronegócios pela UNIOESTE - Universidade Estadual do Oeste do Paraná - Toledo/PR.

Claudia Cristina Wesendonck

Professora Adjunta do curso de Administração Pública da Universidade Estadual do Rio Grande do Sul - UERGS, Doutora em Desenvolvimento Regional e Agronegócios pela UNIOESTE - Universidade Estadual do Oeste do Paraná - Toledo/PR.

Publicado
2018-12-17