DINÂMICA AGRÁRIA E ESTRATÉGIAS DE DESENVOLVIMENTO DA AGRICULTURA DO MUNICÍPIO DE PINHEIRINHO DO VALE, MÉDIO ALTO URUGUAI, RIO GRANDE DO SUL, BRASIL

  • Jeferson Tonin
  • Arlindo Jesus Prestes De Lima
  • Régis Trentin Piovesan
  • Cleber Francisco De Oliveira
  • José Tobias Marks Machado
  • José Eduardo Gubert
Palavras-chave: Sistemas Agrários, Desenvolvimento e Crise, Valor Agregado

Resumo

O município de Pinheirinho do Vale está inserido na região do Médio Alto Uruguai, que é um
território reconhecidamente caracterizado por um processo de povoamento e formação da
agricultura tardios e em uma região periférica. Esta situação, certamente, culmina num processo de
desenvolvimento particular e com uma dinâmica agrária específica. Portanto, o objetivo deste estudo
é analisar a dinâmica agrária do município de Pinheirinho do Vale, com vistas à compreensão da
problemática e das estratégias de desenvolvimento da agricultura local. Este estudo tomou como
referência a Abordagem dos Sistemas Agrários, baseada nos conceitos de Sistema Agrário, Sistema
de Produção e de Reprodução Social. À luz desta análise evidenciou-se severas restrições ambienteis
e também certa precariedade em relação ao acesso aos fatores de produção durante a ocupação
dessa região, refletindo em um caso típico de desenvolvimento e crise da agricultura. Há,
atualmente, uma intensa restrição de área que atinge a grande maioria dos agricultores do
município, visto que 56% destes possuem menos de 10 hectares, por exemplo. Ademais, os sistemas
de produção praticados por estes agricultores não são capazes de proporcionar renda suficiente
para assegurar sua reprodução social. Para estes casos, é necessário que sejam adotados sistemas
de produção mais intensivos na geração de renda por unidade de área e, além disso, viabilizar a
implantação destes projetos de acordo com as especificidades de cada situação.

Publicado
2018-12-17
Seção
EIXO 2: SISTEMAS PRODUTIVOS E DESENVOLVIMENTO TERRITORIAL