O CENTRO DE LANÇAMENTO DE ALCÂNTARA (CLA) E OS IMPASSES COM AS COMUNIDADES QUILOMBOLAS DE ALCÂNTARA: CONFLITOS EM UM PARADIGMA DE DESENVOLVIMENTO TERRITORIAL

  • Artemio Macedo Costa
  • Zulene Muniz Barbosa
Palavras-chave: neonacional-desenvolvimentismo, Comunidades quilombolas, Novo imperialismo

Resumo

Tratar do caso da Expansão do Centro de Lançamento de Alcântara (CLA) como pauta da
política aeroespacial do Estado brasileiro remete a um modelo que devemos analisar dentro
dos sistemas produtivos em que a corrida aeroespacial volta a crescer globalmente,
principalmente ao que compete desde sua implantação no município de Alcântara-MA e que
envolve conflitos com comunidades quilombolas que se encontram secularmente neste
território, por conta disto, a falta de um entendimento entre as partes envolvidas provoca
um distúrbio dentro da necessidade de se alcançar um processo de desenvolvimento
territorial. Devemos levar em consideração não só elementos da política nacional enquanto
diretriz para definir a política aeroespacial, mas sobretudo influencias externas em que
buscam ter acesso ao CLA, em especial os EUA na busca de retomar sua hegemonia com um
“novo imperialismo” ameaçados pelas mudanças estruturais do cenário político e econômico
global.

Publicado
2018-12-17
Seção
EIXO 2: SISTEMAS PRODUTIVOS E DESENVOLVIMENTO TERRITORIAL