O PAPEL DAS LIDERANÇAS INTERNAS PARA O DESENVOLVIMENTO DAS POLÍTICAS DE EXTENSÃO: UMA ANÁLISE DO INSTITUTO FEDERAL FARROUPILHA

  • Mariane Rodrigues Volz De Aguiar
  • Luciana Flores Battistella
Palavras-chave: Liderança, Política de Extensão, Institutos Federais

Resumo

Os Institutos Federais, criados no ano de 2008, têm como finalidade, além da oferta de educação
profissional, científica e tecnológica, o desenvolvimento do processo educativo como ferramenta
para gerar soluções tecnológicas e capazes de atender as demandas sociais e peculiaridades
regionais. Nesse sentido, a extensão apresenta-se como uma fundamental estratégia para os
Institutos Federais, com o objetivo de integrar e articular a instituição, atores sociais e comunidade
em busca do desenvolvimento socioeconômico e cultural da região. O presente artigo caracteriza-se
como um estudo de caso, que busca discorrer sobre o papel das lideranças internas na construção e
desenvolvimento de políticas de extensão do Instituto Federal Farroupilha. Como resultado, percebese
o entendimento de que o gestor de extensão tem papel fundamental para motivar, organizar,
gerenciar, fomentar e dar suporte aos extensionistas. Assim, entende-se que o líder precisa estar
apropriado dos objetivos estratégicos e metas institucionais para que possa dialogar com a
comunidade interna e externa, no sentido de vincular as demandas aos interesses institucionais.

Biografia do Autor

Mariane Rodrigues Volz De Aguiar

Assistente em Administração no Instituto Federal Farroupilha - Campus São Vicente do Sul e Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Gestão de Organizações Públicas da UFSM.

Luciana Flores Battistella

Professora Associada I do Departamento de Ciências Administrativas da Universidade Federal de Santa Maria, Doutora em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC.

Publicado
2018-12-17