A DIMENSÃO AFETIVO-SEXUAL, UM ASSUNTO PENDENTE NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES: CONTRIBUIÇÕES DA REVISÃO DOCUMENTAL DE CIÊNCIAS

  • Jonathan Andrés Mosquera
  • José Joaquin García García
Palavras-chave: Dimensão Afetivo-Sexual, Estado do Arte, Formação de Professores, Sexualidade

Resumo

Nesta experiência reconhece-se a sexualidade como construção de uma ordem cultural, que a partir de uma perspectiva biopsicossocial torna-se inerente às diferentes esferas do desenvolvimento humano. Nessa construção participam questões do componente fisiológico (sexo, genitais), da ordem neurobiológica (emoções, sentimentos, afetos, consciência) e da esfera social como as concepções e atitudes dos membros de cada prática afetiva-sexual (GAVIDIA, 2016). Dessa forma, para vincular a dimensão afetivo-sexual aos processos de formação, em especial a formação de professores de ciências, é necessário abandonar a razão instrumental e abraçar uma formação mais humana, é dizer, pensar em uma razão sensível (MAFFESOLI, 1997). Nesse sentido, é pertinente uma educação que, além de perseguir objetivos como o domínio do conhecimento e o atendimento das necessidades vitais, vise ensinar a sentir, favorecendo a convivência em sociedade e principalmente a felicidade (GARCÍA, 2018). Desse modo, pensar a sexualidade a partir da dimensão afetivo-sexual implica abandonar a noção com finalidade reprodutiva e, ao contrário, buscar a gestão adequada dos prazeres que se inscrevem na construção sexual, como propõe Spinoza (LENOIR 2019).

 

Biografia do Autor

Jonathan Andrés Mosquera

Doctorando en Educación en Ciencias Naturales de la Universidad de Antioquia (Medellín, Colombia) y Docente de la Universidad Surcolombiana (Neiva, Colombia), Becario del Bicentenario por el Ministerio de Ciencia, Tecnología e Innovación (Min Ciencias), jonathan.mosquera@usco.edu.com.

José Joaquin García García

Doctor en Didáctica de las Ciencias. Docente de Titular Tiempo Completo de la Universidad de Antioquia (Medellín, Colombia), joaquin.garcia@udea.edu.com.

Publicado
2020-12-23
Seção
13 - Gênero, sexualidade e educação