A TEORIA DA ATIVIDADE E SUAS IMPLICAÇÕES NO PROCESSO DE APROPRIAÇÃO DA CULTURA E NO DESENVOLVIMENTO DAS NEOFORMAÇÕES: COMPREENSÕES À LUZ DA PERSPECTIVA HISTÓRICO CULTURAL

  • Juan Gabriel Perilla Jiménez Unijuí
  • Marli Dallagnol Frison Unijuí
Palavras-chave: Atividade. Cultura. Desenvolvimento humano. Ensino. Estudo

Resumo

 Este texto apresenta os resultados preliminares de uma pesquisa que busca investigar, analisar e interpretar, à luz da teoria da atividade de Leontiev, elementos do ensino que se revelam potencialmente capazes de produzir no aluno a necessidade do estudo e que se mostram mobilizadores no processo de apropriação das objetivações humanas com indícios no desenvolvimento das neoformações. Esta pesquisa tem como apoio a psicologia histórico-cultural na sua relação com a teoria da atividade e suas importantes implicações para os processos educativos, num momento crucial em que o sistema educativo demanda uma teoria que fundamente a prática pedagógica docente que permita níveis mais elevados de desenvolvimento humano.

Biografia do Autor

Juan Gabriel Perilla Jiménez, Unijuí

Mestre em Docência da Química. Doutorado PPGEC Universidade Regional do Noroeste do Rio Grande do Sul Unijuí.

Marli Dallagnol Frison, Unijuí

PhD em Educação, professora do Departamento de Ciências da Vida e do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação nas Ciências da Unijuí

Publicado
2020-12-24
Seção
6 - Práticas pedagógicas, formação de professores e formação continuada