CURRÍCULO E FORMAÇÃO DO PROFESSOR

  • Carla Maria Leidemer Bruxel Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul
Palavras-chave: Cultura. Currículo. Formação. Professor.

Resumo

Este artigo foi escrito a partir da leitura dos autores Henry Giroux, Roger Simon e Peter McLaren na disciplina de “Alternativas curriculares emancipatórias nas diferentes áreas de saberes: reflexões epistemológicas” do Programa de Pós-Graduação Mestrado em Educação nas Ciências da UNIJUÍ. A leitura desses autores contribuiu para as reflexões sobre como o currículo vem se apresentando no contexto escolar. O objetivo deste artigo é analisar as compreensões críticas dos autores Henry Giroux, Roger Simon e Peter McLaren acerca da influência das forças políticas e econômicas no currículo escolar e a importância da formação do professor para atuar criticamente contra as ideologias que favorecem apenas as classes sociais dominantes.

Os autores Giroux, Simon e Mclaren escrevam os capítulos IV e V do livro “Currículo, Cultura e Sociedade” (2008) que foi organizado por Antônio Flávio Barbosa Moreira e Tomaz Tadeu da Silva. Nesta obra, as propostas oficiais de currículo escolar que se desenvolveram ao longo do tempo são criticadas. Além disso, esses autores apresentam alternativas que se contrapõe a lógica econômica e social travada pelo capitalismo, mostrando que a formação de professores é indispensável para a revisão do currículo escolar. O problema de investigação consistiu em encontrar autores que tratam da concepção do currículo escolar considerando a formação e a visão dos professores que trabalham nas escolas, sendo que estes conhecem melhor a realidade dos seus alunos, seus anseios, suas inquietações e suas necessidades.

Publicado
2020-12-23
Seção
3 - Desenvolvimento de Currículo