A APRENDIZAGEM PERMANENTE NA CONTEMPORANEIDADE

  • Mário José Puhl
Palavras-chave: Aprendizagem, Conhecimento, Educação permanente, Escola, Modernidade líquida

Resumo

A preocupação com a educação escolar emerge no contexto do projeto da modernidade. Práxis social com intencionalidades e permeada por tensionamentos em torno do seu sentido, do percurso pedagógico, dos conteúdos a serem ensinados, da formação docente, dentre outros aspectos. É atravessada por compreensões da condição humana e de efetivação desta compreensão, bem como pelas relações humanas em sociedade a serem criadas e constituídas, para viabilizar condições razoáveis de um mundo comum.

Uma das tarefas colocadas à educação escolarizada refere-se à aprendizagem. Balizado no pensamento de Zigmunt Bauman, este trabalho aborda a temática da aprendizagem permanente, a transição do paradigma educacional centrado no ensino para a aprendizagem. Percurso realizado com base na revisão de literatura, com tratamento qualitativo dos dados, objetivando compreender como este pensador caracteriza o caráter permanente no contexto da modernidade líquida e seus desdobramentos na práxis educacional. 

O texto está organizado em duas seções, sendo que na primeira aborda o plano educacional no âmbito da modernidade e, na segunda, tematiza o projeto da educação permanente, focada na aprendizagem, no contexto da modernidade líquida.

Biografia do Autor

Mário José Puhl

Doutor em Educação nas Ciências – UNIJUI. Professor nas Faculdades Integradas Machado de Assis – FEMA, Santa Rosa, RS. mariopuhl@yahoo.com.br.

Publicado
2020-12-23
Seção
2 - Releitura dos teóricos em educação