ATENDIMENTO EDUCACIONAL ESPECIALIZADO E A INCLUSÃO DE ALUNOS COM ALTAS HABILIDADES / SUPERDOTAÇÃO

  • Jamile Tábata Balestrin Konageski
  • Ana Laura Arnhold
Palavras-chave: AEE, Ensino, Inclusão, Superdotação/Altas Habilidades

Resumo

Diversos são os desafios da educação na contemporaneidade. As discussões a respeito da educação especial e da educação inclusiva mobilizam diferentes saberes e esferas da sociedade, e suscitam a necessidade de políticas públicas que assegurem maiores investimentos na área. Cabe às políticas da educação especial e da educação inclusiva garantir o direito ao acesso, à permanência e à participação de todos na escola, bem como na construção de relações mais igualitárias na sociedade, respeitando as necessidades educativas singulares dos indivíduos.

No Brasil, o direito ao acesso e à permanência na escola pública é assegurado por lei, que implica na inclusão de pessoas com necessidades educacionais especiais, por meio do Atendimento Educacional Especializado (doravante AEE). Entretanto, é preciso considerar que o público da Educação Especial na escola não pode ser considerado apenas aqueles alunos que apresentam algum tipo de deficiência intelectual ou física, mas também os alunos que possuem Altas Habilidades/ Superdotação (doravante AH/SD).

Biografia do Autor

Jamile Tábata Balestrin Konageski

Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Educação nas Ciências (PPGEC) - UNIJUÍ e Bolsista CAPES. E-mail: jamilek_moon@hotmail.com.

Ana Laura Arnhold

Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Educação nas Ciências (PPGEC) - UNIJUÍ e Bolsista Taxa/ CAPES. E-mail: analaura_arnhold@hotmail.com.

Publicado
2020-12-23
Seção
4 - Educação Inclusiva: diferença e diversidade na escola