EDUCAÇÃO AMBIENTAL E CURRÍCULO: UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA

  • Eloisa Antunes Maciel Universidade Federal da Fronteira Sul, Campus Cerro Largo, RS
  • Rosangela Inês Matos Uhmann Universidade Federal da Fronteira Sul campus Cerro Largo - RS
Palavras-chave: Ambiente. Currículo. Educação.

Resumo

Os processos de estruturação dos  documentos curriculares geram muitas discussões e contradições no cenário docente, visto que a maioria destas reformas curriculares se constituem com conteúdos definidos de forma homogênea em um cenário que os docentes não têm sido os principais protagonistas da elaboração de tais reformas, pois: “[...] em geral, a uma acentuada distância entre a proposta de reforma e o dia a dia das escolas, especialmente das escolas públicas, e os problemas que os professores enfrentam em seu cotidiano “ (CANDAU, 2001, p.31).

Um exemplo dessa disparidade apresentada em algumas propostas curriculares é a inserção da Educação Ambiental (EA) no currículo educacional de nosso país, no âmbito desta discussão autores como Verdi e Pereira (2006) e Viveiro e Campos (2007) defendem a tese de que a inserção da temática ambiental no currículo não deve se restringir a momentos pontuais, mas perpassar todo o período de formação para que os futuros professores se apropriem dessas ideias e de fato tenham tempo para refletir, ganhar subsídios teóricos e práticos e acreditar na educação transformadora que poderão desenvolver em sala de aula com seus alunos e com toda a comunidade escolar.

Publicado
2020-12-23
Seção
8 - Educação ambiental, sustentabilidade e desenvolvimento social