O CURRÍCULO E O ENSINO DE CIÊNCIAS DA NATUREZA - PRIMADO DOS DESEJOS E DAS SUBJETIVIDADES: UMA DISCUSSÃO A PARTIR DA FILOSOFIA DA DIFERENÇA

  • Sirlei Rigodanzo
  • Daniela Carolina Ernst
  • Cátia Keske
  • Sandra Elisabet Bazana Nonenmacher
Palavras-chave: Construção Coletiva. Currículo. Multiplicidade.

Resumo

 Escrito de maneira ensaística, o texto enseja problematizar o currículo e o ensino de Ciências da Natureza, a partir do primado dos desejos e das subjetividades, na perspectiva da Filosofia da Diferença. Questionamo-nos, dessa forma, sobre: O que entendemos por currículos escolares? De que maneira e quais atividades curriculares podem contribuir nos processos de aprender e de ensinar visando a atender as carências, faltas ou desejos dos alunos? Pode o currículo e o ensino de Ciências da Natureza dar conta das diferenças?

Como ferramenta de operacionalização desta escrita, faremos uso da cartografia enquanto possibilidade de se observar. De acordo com Deleuze e Guattari (1997), Passos et al. (2009), Fonseca e Kirst (2003), Rolnik (1989), neste sentido assume o fluxo do vir a ser, porque trabalha com o entendimento da composição do documento, onde o pesquisador assume a postura de criação, sem que se perca o rigor no sentido de coerência.

Publicado
2020-12-24
Seção
3 - Desenvolvimento de Currículo