OFICINAS DE PARENTALIDADE: FERRAMENTA PARA COMUNICAÇÃO NÃO VIOLENTA ENTRE PAIS QUE SE SEPARAM

  • Taynara Stefani Schmitz UNIJUÍ
  • Cátia da Silva UNIJUÍ

Resumo

O presente trabalho tem como tema as oficinas de parentalidade como ferramenta para a comunicação não violenta entre pais que se separam. Tal abordagem se justifica face à complexidade das relações contemporâneas, das quais resultam conflitos, sendo que o Judiciário não consegue solucioná-los com eficácia. O objetivo deste trabalho é demonstrar a importância das oficinas de parentalidade como forma de minimizar os danos gerados com o fim do relacionamento, evitando a alienação parental e propondo uma comunicação não violenta baseada na relação dialogal. A pesquisa é do tipo hipotético-dedutiva e para alcançar seus objetivos é utilizado no seu delineamento a coleta de dados em fontes bibliográficas. O presente estudo evidência que as oficinas de parentalidade se apresentam como ferramenta eficaz para não-violência e para construção de uma cultura de paz social.

Palavras-Chaves: Alienação Parental. Conflitos. Cultura de paz. Oficinas de Parentalidade.

Publicado
2019-04-16
Edição
Seção
Estado, Democracia e Políticas Públicas