O RESGATE DA HISTÓRIA A PARTIR DOS RELATOS DOS SOBREVIVENTES: ATOS DE DESAPARECIMENTOS, SEQUESTROS, MORTES, OCULTAÇÃO DE CADÁVERES E TORTURAS

  • Luane Flores Chuquel UNIJUÍ
  • Ivo dos Santos Canabarro UNIJUÍ
  • Alef Felipe Meier UNIJUÍ

Resumo

Este artigo se resume em analisar as violações aos direitos humanos durante a Ditadura militar brasileira (1964-1985), bem como os métodos e práticas de desaparecimentos, sequestros, mortes, ocultação de cadáveres e torturas. O problema central analisa de que forma as violações dos direitos humanos influenciam no resgate histórico nacional? A hipótese, preliminarmente, coaduna-se que a verdade histórica brasileira deve ser buscada para a efetivação da memória como forma de conhecer e conscientizar as presentes e as futuras gerações, a partir dos relatos dos sobreviventes. Objetiva-se, conhecer e denunciar os métodos praticados pelo governo militar brasileiro e a forma das violações aos direitos humanos. Utilizou-se o método científico hipotético-dedutivo ou dedutivo-falseável e o procedimento monográfico.

Palavras-chave: Direitos Humanos. Ditadura Militar. Relatos de Sobreviventes. Resgate Histórico. Violações.

Publicado
2019-04-16
Edição
Seção
Estado, Democracia e Políticas Públicas