GUERRA CIVIL DA SÍRIA: (IN)EFETIVIDADE DO ALTO COMISSARIADO DAS NAÇÕES UNIDAS (ACNUR) PARA REFUGIADOS NA PROTEÇÃO E RECONHECIMENTO DE SEUS DIREITOS

  • Taynara Stefani Schmitz UNIJUÍ

Resumo

Refugiados é uma questão que ainda contorna inúmeros debates, e é objeto de diversas pesquisas, assim, com o presente artigo buscar-se-á fazer uma análise do papel e atuação do Alto Comissariado das Nações Unidas (ACNUR) quanto da sua efetividade na proteção aos refugiados, especificamente os Sírios. Para tanto, a pesquisa foi dividida em três tópicos, inicialmente será feita uma contextualização das origens e efeitos da Guerra na Síria, posteriormente uma pesquisa sobre a figura do refugiado sua proteção internacional, e no último tópico será ponderado a atuação, organização e funções da ACNUR, bem como a sua efetividade quando volta-se ao debate dos refugiados Sírios. Para conseguir desenvolver a pesquisa utilizar-se-á como método o dedutivo, com a produção baseada em livros, artigos e legislações sobre o tema, bem como notícias, ou seja, uma pesquisa qualitativa.

Palavras-chave: Direitos Humanos. Guerra Civil na Síria. Reconhecimento. Refugiados.

Publicado
2019-04-12
Edição
Seção
Direitos Humanos, Relações Internacionais e Equidade