ANÁLISE DO ACRÉSCIMO DE RESISTÊNCIA EM SOLO ARENOSO BIOCIMENTADO

  • Igor Decol UNIJUÍ
  • Antônio Thomé
  • Vinicius Luiz Pacheco

Resumo

Com o constante avanço econômico e infraestrutural o aproveitamento de áreas e materiais que sejam sustentáveis e possuam propriedades físico-mecânicas necessárias a empregabilidade dos mesmos em obras de Engenharia. Correlacionando a área da Engenharia Geotécnica, a técnica de melhoramento através da adição de cimento, torna-se inadequada em relação a emissão de na atmosfera durante o processo de fabricação. Assim, outras técnicas de melhoramento de solo são objetivos de estudos, tais quais a MICP (Microbially Induced Calcite Precipitation) na qual estimula as bactérias, principalmente do tipo Bacillus Pasteurii através da injeção de alimento aos micro-organismos presentes no solo, formando assim carbonato de cálcio e aumentando a capacidade de suporte de carga do solo, através do fenômeno de formação de calcita. Busca-se avaliar o desempenho do solo em questão ao tratamento MICP em relação ao solo sem tratamento, através de ensaios de placa, para obtenção da deformação e ganho de resistência.

Publicado
2018-02-15
Como Citar
DECOL, Igor; THOMÉ, Antônio; PACHECO, Vinicius Luiz. ANÁLISE DO ACRÉSCIMO DE RESISTÊNCIA EM SOLO ARENOSO BIOCIMENTADO. CRICTE, [S.l.], fev. 2018. ISSN 2318-3438. Disponível em: <https://publicacoeseventos.unijui.edu.br/index.php/cricte/article/view/8889>. Acesso em: 17 ago. 2019.
Seção
Engenharia Civil