O PROTAGONISMO FEMININO E A VIOLÊNCIA DE GÊNERO EM ESPAÇOS DE RESITÊNCIA: MARIA BONITA E O CANGAÇO

  • Ana Paula Kravczuk Rodrigues
  • Joice Graciele Nielsson

Resumo

O presente trabalho tem como tema central analisar a violência de gênero dentro da perspectiva do cangaço e do protagonismo feminino através de Maria Bonita. Assim, na primeira parte da pesquisa é abordada a evolução e vinculação entre biopolítica e gênero, através de aspectos mais conceituais. Já na segunda parte é usada como base a biografia de Maria Bonita e como é tida a violência de gênero dentro do mundo do cangaço. O método de pesquisa usado é o fenomenológico e o objetivo do trabalho é discutir sobre a perpetuação da violência de gênero como forma de controle dos corpos, e como, mesmo em espaços de protagonismo, o corpo feminino é usado como campo de batalha.

Publicado
2019-10-14