O PORTADOR DE SOFRIMENTO PSIQUICO E O DIREITO PENAL: CONTROLE BIOPOLITICO PELO ESTADO

  • Tiago Protti Spinato
  • Fernanda Lencina Ribeiro

Resumo

Esse artigo busca analisar sob quais aspectos é tratado o portador de sofrimento psiquico na lei penal brasileira, fazendo uma relação entre o crime e agente portador de sofrimento psíquico, que se encontram em uma posição de exclusão da nossa sociedade, relegados a um locais onde são colocados como humanos sem direitos, e que devem apenas existir, sem qualquer possibilidade da efetivação da sua dignidade humana. Baseado nisso apresenta a teoria da biopolitica partindo de uma ideia dos campos de excluidos, sobre como o estado tem o controle dos corpos e subjetivos do ser humano, partindo da perspectiva de uma efetiva tentativa de eliminação dos excluidos, com a destruição do ser humano portador de sofrimento psiquico, e sua eventual eliminação da sociedade considerada sadia.

Publicado
2019-10-14