CONTRIBUIÇÕES E LIMITES DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO EM UM CURSO TÉCNICO INTEGRADO AO ENSINO MÉDIO

  • R Josiana Bazana Instituto Federal Farroupilha
  • Sandra E nonenmacher Instituto Federal Farroupilha
  • Maria S Ramos Instituto Federal Farroupilha
Palavras-chave: Estágio curricular. Ensino médio integrado. Formação integral.

Resumo

Esta pesquisa, desenvolvida no Programa de Mestrado Profissional em

Educação Profissional e Tecnológica (ProfEPT), do Instituto Federal Farroupilha, Campus Jaguari, encontra-se em andamento e tem como tema o estágio curricular supervisionado em um curso técnico integrado ao ensino médio. Objetiva identificar as contribuições e limites do estágio curricular supervisionado do curso técnico em química integrado ao ensino médio, do Instituto Federal Farroupilha - Campus Panambi, para a formação integral dos estudantes, por meio das percepções dos sujeitos envolvidos na prática de estágio: o estagiário/estudante, o professor orientador e o supervisor da parte concedente. O estágio é um elemento importante no currículo dos cursos de educação profissional, e se constitui como um momento de aprendizado, de prática profissional em situação real de trabalho, que por meio da integração de conhecimentos teóricos e práticos da formação escolar e do mundo do trabalho, prepara o jovem educando para a vida cidadã e para o trabalho. Assim, o estágio é um ato educativo que visa o aprendizado de saberes próprios da atividade profissional e à contextualização curricular, e que, se bem conduzido, pode tornar-se um espaço para a efetivação da práxis, que contribui para a formação integral dos estudantes. Porém, para que isto ocorra, é fundamental a atuação conjunta dos sujeitos do estágio, com o intuito de desenvolver um trabalho pedagógico integrado que promova a prática e a discussão teórica desta prática, conduzindo o estágio para um fazer refletido, pensado, um fazer transformador. Esta pesquisa é voltada para a natureza aplicada, de abordagem qualitativa, onde a produção de dados está sendo realizada por meio de pesquisa documental, entrevistas com os professores orientadores de estágio do curso, e questionários online utilizando o Google Forms com os egressos do curso, que realizaram estágio e concluíram o curso nos anos de 2016, 2017 e 2018. Estas turmas realizaram estágio curricular supervisionado de 60 horas, conforme determina o Projeto Pedagógico do Curso vigente. Para a interpretação dos dados coletados será usada a Análise Textual Discursiva (ATD), proposta por Moraes e Galiazzi (2016). Por encontrar-se em fase inicial de desenvolvimento, a pesquisa dispõe apenas de resultados iniciais, mas que já apresentam algumas contribuições do estágio na formação dos estudantes. Por meio da integração da teoria e da prática o estágio promove a reconstrução do conhecimento escolar e o desenvolvimento de competências e habilidades próprias da atividade profissional do curso, além do senso de responsabilidade e do trabalho em equipe, que constituem aspectos técnicos e comportamentais importantes para a atuação crítica e autônoma destes sujeitos no mundo do trabalho. Quanto aos limites do estágio curricular no contexto da pesquisa, já foi possível identificar a questão da baixa carga horária do estágio, e a não contextualização curricular em algumas situações. Ao ser concluída, espera-se colaborar com a área do ensino, no contexto da educação profissional e tecnológica, através de um produto educacional que contribua para melhoria do processo de ensino-aprendizagem proporcionado pelo estágio curricular supervisionado no curso estudado, com vistas à formação humana integral dos estudantes.

Publicado
2019-07-23