EDUCAÇÃO AMBIENTAL EM LIVROS DIDÁTICOS DE CIÊNCIAS: UM ESTUDO CURRICULAR

  • Luana Hilgert Tonin UFFS
  • Rosangela Inês Matos Uhmann UFFS

Resumo

Devido ao caráter holístico, humanista, interdisciplinar e participativo, a Educação Ambiental (EA) contribui para auxiliar no processo educativo, envolvendo educandos e educadores em ações coletivas de fundamental importância para a transformação da realidade. O que requer pensar no cotidiano dos sujeitos escolares e, assim nos materiais didáticos, a exemplo dos livros didáticos de Ciências, com o propósito de torna-los integrantes no processo de ensino voltado às questões socioambientais. Diante deste contexto, esta pesquisa bibliográfica teve como objetivo analisar teses e dissertações no site do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT) em atenção ao descritor da EA em livros didáticos de Ciências. Para tal análise, os trabalhos selecionados foram avaliados com base nas quatro concepções de EA descritas por Lago e Pádua (1985), a saber: ecologia social, ecologia natural, ecologismo e conservacionismo. Dentre as pesquisas analisadas, verificou-se que a minoria utilizou uma abordagem crítica e reflexiva de avaliação da EA em livros didáticos, o que as coloca dentro da concepção Ecologia Social, que leva em consideração a relação homem-natureza e aborda as questões ambientais de forma sustentável. Outros trabalhos, em maior número, apresentaram as outras concepções. Portanto, percebeu-se que a EA ainda é vista, de acordo com os resultados dos trabalhos analisados, como questões ambientalistas e mercadológicas, em que o meio ambiente é visto apenas como um recurso útil ao ser humano. De acordo com as pesquisas, os livros didáticos confundem o seu papel, muitas vezes, como mencionam Martins e Guimarães (2002), pois se limitam a oferecer informações sobre o meio ambiente, dando destaque para a ecologia natural, trazendo temas como fauna, flora, biodiversidade, desmatamento e/ou lixo. Esses temas são de suma importância; no entanto, falta agregar os valores humanos para que se tenha a mudança desejada: sensibilização, percepção e a alteração de postura perante as questões ambientais.

Publicado
2019-07-24
Como Citar
TONIN, Luana Hilgert; UHMANN, Rosangela Inês Matos. EDUCAÇÃO AMBIENTAL EM LIVROS DIDÁTICOS DE CIÊNCIAS: UM ESTUDO CURRICULAR. II Encontro de Debates sobre Trabalho, Educação e Currículo Integrado, [S.l.], v. 1, n. 1, jul. 2019. Disponível em: <https://publicacoeseventos.unijui.edu.br/index.php/enteci/article/view/11607>. Acesso em: 15 set. 2019.