UMA ATIVIDADE DE ESTATÍSTICA COM O PROEJA

  • Cristiane da Silva Stamberg
  • Roselia da Rosa Lütchemeyer IFFar
Palavras-chave: Estatística. Trabalho. Educação. Currículo Integrado.

Resumo

Este trabalho constitui-se no relato de uma experiência para o ensino de Estatística cujas atividades foram realizadas com uma turma do terceiro ano do Técnico Integrado em Manutenção e Suporte em Informática Modalidade PROEJA do Instituto Federal Farroupilha, Campus Alegrete, envolvendo a disciplina de matemática e abrangendo o conteúdo de Estatística. Inicialmente, procurou-se agregar o conhecimento empírico que os alunos do PROEJA trazem para o ambiente escolar ao conhecimento científico que pode ser desenvolvido, levando o aluno à reflexão e à prática. Para isso, foram apresentadas questões referentes à pesquisa estatística, e à alguns temas, tais como, número de irmãos, mês de nascimento, altura e peso. Esta pesquisa proporcionou o estudo e representação das Tabelas de Distribuição de Frequência, de dados não agrupados assim como, de dados agrupados. Após, foi feito o estudo das Medidas de Posição relacionadas a estes dados. Partindo deste estudo e dos questionamentos, análise e orientação do professor, os alunos exploraram possibilidades de pesquisa a ser realizada com as turmas do PROEJA, visando determinar o perfil do aluno que procura esta modalidade de ensino. Para isso, organizaram um questionário com as turmas, sendo que as questões levantadas foram: Idade. Número de filhos. Renda familiar. Número de pessoas que moram na residência. Escolaridade. Profissão. Tempo que ficou sem estudar. Motivos que levaram a abandonar os estudos. Motivos que os fizeram a voltar a estudar. Cada etapa desenvolvida foi realizada com uma abordagem, o que possibilitou aos alunos novas maneiras de compreensão e apreensão do tema explorado, bem como a ampliação do conhecimento matemático tendo por base os diferentes estudos apresentados. Ao final da pesquisa, comprovaram o que já haviam estudado, quanto à variável de pesquisa, organização de dados, representação gráfica destes dados. Constata-se assim, que além de saber ler e escrever, se faz necessário o saber comunicar-se, tomar decisões, resolver problemas, analisar situações do dia a dia e posicionar-se. E isto passa também pela análise, discussão e posicionamento frente a dados de uma pesquisa. Sendo assim, percebe-se a relevância de um trabalho em que estas atitudes são exigidas. Assim, este trabalho demonstra que a análise, reflexão e interação dos alunos pode enriquecer o processo de ensino e aprendizagem em matemática.

Publicado
2019-07-24