ANÁLISE DE UMA FORMAÇÃO DE PROFESSORES EM JOGOS LÓGICOS DE TABULEIRO NA PRÁTICA DOCENTE EM ESCOLAS DA REGIÃO NOROESTE DO RS

  • Ricardo Perez Ribas
  • Raquel da Silva de Paula
  • Rúbia Emmel

Resumo

A pesquisa contribuiu na análise de efeitos na prática docente do aproveitamento do professor participante de uma formação continuada em Jogos Lógicos de Tabuleiro, oferecida pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e Instituto Federal Farroupilha - Campus Santa Rosa (IFFAR) em 2014. A pesquisa foi exploratória e contribuiu com dados qualitativos e quantitativos, sem análise estatística dos mesmos para possibilitar a obtenção de informações abrangentes e significativas. A coleta de dados foi um questionário de perguntas abertas e fechadas, e instrumentos como entrevista não estruturada e visitações in loco em algumas escolas também serviram de obtenção de informações. Abordou-se em 2018 uma amostra de 22 dos 45 professores participantes da formação em 2014, provenientes de diversas áreas de atuação (educação infantil, educação especial, ensino fundamental – anos iniciais e anos finais: matemática, educação física, ciências, letras e artes) e que ainda permanecem atuando em 15 escolas que os indicaram para a formação na época. Neste trabalho, foi possível refletir e compreender sobre diferentes e relevantes aspectos relacionados à formação, e sobre fatores característicos de contextos escolares que influenciaram a atuação docente ulterior à formação. O suporte para análise dos dados foi a confrontação das informações obtidas com as referências teóricas que tratam de benefícios e dificuldades de uma formação continuada de professores e o uso dos jogos lógicos de tabuleiro em escolas.


Constatou-se que a formação continuada em jogos lógicos teve uma aceitação prevalente entre os professores participantes, e estes manifestaram ciência e percepção dos benefícios educacionais quanto ao desenvolvimento cognitivo, potencialização das habilidades, oportunidade de multidisciplinaridade e consequentemente possibilidade de melhora na aprendizagem. A apreensão do conhecimento foi decorrente da atratividade do formato do curso, da conjugação de teoria e prática, e da temática que mesclava a novidade com a cultura precedente em jogos. Identificaram-se situações distintas nas escolas quanto à continuidade da aplicação dos jogos devido a conciliações e contraposições entre as atuações docentes e as circunstâncias encontradas em seus ambientes escolares. Aspectos positivos como a existência de apoio escolar, e aspectos negativos como a ausência de suporte técnico, dentre outros, condicionaram a efetividade pedagógica dos jogos lógicos proposta pela formação continuada e interferiram na avaliação da implementação do conhecimento pelos diferentes sujeitos do ambiente escolar (professores, gestores, alunos).


Não se encontrou uma uniformização dos ambientes escolares, tampouco de planos de aula ou de ações educativas entre docentes que participaram da formação, o que atesta a implementação distinta e diversa dos jogos em cada escola. Mesmo assim, as constatações demonstram uma ressignificação da prática docente quando esta se vale de diferentes maneiras do recurso dos jogos, sob variados níveis de aprofundamento do conhecimento e em quanto tempo perdurou estes contextos pedagógicos.


Este trabalho, portanto, se limitou a problematizar as consequências de uma formação continuada em jogos lógicos. A intenção de análise e reflexão foi de apresentar algumas constatações relevantes como possibilidades de se oportunizar novos estudos mais aprofundados e específicos.

Publicado
2019-07-25
Como Citar
PEREZ RIBAS, Ricardo; DA SILVA DE PAULA, Raquel; EMMEL, Rúbia. ANÁLISE DE UMA FORMAÇÃO DE PROFESSORES EM JOGOS LÓGICOS DE TABULEIRO NA PRÁTICA DOCENTE EM ESCOLAS DA REGIÃO NOROESTE DO RS. II Encontro de Debates sobre Trabalho, Educação e Currículo Integrado, [S.l.], v. 1, n. 1, jul. 2019. Disponível em: <https://publicacoeseventos.unijui.edu.br/index.php/enteci/article/view/11581>. Acesso em: 21 set. 2019.