O PROJETO “CONHECER PARA PRESERVAR” NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES

  • Ana Laura Arnhold
  • Jamile Tábata Balestrin Konageski
  • Maria Cristina Pansera de Araújo

Resumo

O projeto “Conhecer para Preservar” foi idealizado com o intuito de promover a aproximação da comunidade com o conhecimento cientifico da biodiversidade e da preservação ambiental, por meio de exposições temporárias no Museu Antropológico Diretor Pestana, em Ijuí. Elas são desenvolvidas por estudantes – bolsistas e voluntários do PET e do PIBID Biologia– e professores do curso de Ciências Biológicas da Universidade Regional do Noroeste do estado do Rio Grande do Sul (UNIJUÍ) desde 2008, com diferentes temáticas. O presente trabalho caracteriza-se como relato de experiência a partir da observação e vivência das atividades atribuídas ao projeto “Conhecer para Preservar”, no ensino e extensão. Os estudantes da licenciatura e bacharelado em Ciências Biológicas, que participam do projeto, são encarregados do planejamento, montagem e tutoria da exposição, sendo essas atividades importantes na formação dos educadores.  As exposições são realizadas uma vez por ano, com cerca de dois meses de duração, e são destinadas ao público em geral e às escolas de educação básica. A escolha das temáticas é influenciada pela sua relevância para a educação ambiental e abordagem interdisciplinar, possibilitando trabalhar conceitos das mais diversas áreas. De 2008 a 2018, as exposições foram compostas pelo acervo científico cedido pela universidade, e por alegorias e modelos pedagógicos produzidos pelos acadêmicos, a partir de materiais recicláveis e de baixo custo. O material escrito, utilizado na composição da exposição, foi elaborado pelos acadêmicos com supervisão dos professores, na elaboração do material didático, enviado para as escolas visitantes. A responsabilidade de planejar, desenvolver e monitorar um evento científico e pedagógico, proporcionou – e ainda proporciona – uma experiencia enriquecedora, na formação do professor de Ciências e Biologia e na formação do biólogo. A monitoria das visitações também possibilitou a alguns acadêmicos o contato inicial com as escolas, e também a fortalecer o vínculo com aqueles que já estavam atuando em escolas através de estágios e bolsas. A produção de material escrito também estimulou os acadêmicos a planejarem, selecionarem e discorrerem sobre os conceitos fundamentais que eles iriam abordar na orientação dos visitantes. Portanto, o Projeto “Conhecer para Preservar” não visa apenas abordar a educação ambiental no sentido amplo, mas possibilita que os acadêmicos de Ciências Biológicas da UNIJUÍ tenham vivencias formativas quanto a atuação profissional.

Publicado
2019-07-25
Como Citar
ARNHOLD, Ana Laura; BALESTRIN KONAGESKI, Jamile Tábata; PANSERA DE ARAÚJO, Maria Cristina. O PROJETO “CONHECER PARA PRESERVAR” NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES. II Encontro de Debates sobre Trabalho, Educação e Currículo Integrado, [S.l.], v. 1, n. 1, jul. 2019. Disponível em: <https://publicacoeseventos.unijui.edu.br/index.php/enteci/article/view/11580>. Acesso em: 15 set. 2019.