OS JOGOS COMO FERRAMENTAS DIDÁTICAS PARA PREENCHER LACUNAS NA APRENDIZAGEM DE FRAÇÕES

  • Andreia Belter
  • Fernando Feiten Pinto
  • Ivana Letícia Damião
  • Júlia Gabriela Petrazzini da Silva
  • Elizangela Weber
  • Mariele Josiane Fuchs
Palavras-chave: Fração. Recurso Didático. Formação de professores.

Resumo

Os números fracionários estão presentes em várias situações de nosso cotidiano e para utilizá-los de maneira correta faz-se necessário termos domínio de suas propriedades. Este resumo relata as atividades desenvolvidas pelos bolsistas do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID), tendo em vista os jogos e aulas dinâmicas como alternativas para a construção da aprendizagem significativa. As oficinas pedagógicas enfocadas nesta produção foram desenvolvidas em uma escola da rede pública estadual do município de Santa Rosa/RS, tendo como público alvo os alunos do 7° ano do Ensino Fundamental, com finalidade de retomar o conteúdo de frações já trabalhado no turno regular de ensino, utilizando-se de uma metodologia expositiva e dialogada. Buscou-se auxiliar os alunos na identificação dos conceitos básicos de frações, através do uso de dobraduras, onde cada aluno recebeu doze tiras de papel e em cada uma era representada geometricamente uma fração, desde um meio até um doze avos. Visando experienciar algumas situações envolvendo o conceito de frações foi proposto o jogo “Círculo de Frações”, bem como análise de objetos do cotidiano dos educandos, tais como imagens de pizzas e subdivisão de um bolo, o qual foi dividido entre os discentes, pibidianos e a professora supervisora relacionando os conceitos implícitos neste processo de divisão das partes. Ao explorar o conceito de mínimo múltiplo comum e as operações com números fracionários foi utilizado um jogo de tabuleiro que consiste em uma trilha matemática com 16 perguntas envolvendo frações, com vistas as suas representações, mínimo múltiplo comum e as quatro operações (adição, subtração, multiplicação e divisão). Mediante as experimentações realizadas evidenciou-se a necessidade de compreender a relevância do uso de jogos e atividades diferenciadas na construção da aprendizagem dos alunos, neste caso, com destaque para alguns conceitos de fração, especialmente mínimo múltiplo comum e operações básicas, baseada na ludicidade, no desenvolvimento cognitivo e raciocínio lógico. Além disso, foi possível constatar a importância de atividades diferenciadas como potenciais da prática docente, com vistas a assimilação dos conceitos pelos alunos. Ademais, enquanto bolsistas do subprojeto Pibid, socializou-se aprendizados que tiveram nas oficinas, dentre eles, a experiência na construção do planejamento, uma vez que, nem sempre as atividades planejadas ocorrem de acordo como o idealizado pelo professor, ou seja, muitas vezes, determinada atividade não atinge o impacto esperado em seu desenvolvimento, havendo necessidade de adequar e refletir sobre o planejamento, buscando sempre a construção da aprendizagem significativa.

Publicado
2019-07-25