A FORMAÇÃO DE PROFESSORES NO INSTITUTO FEDERAL FARROUPILHA: AS INTERFACES DE UMA PROPOSTA PEDAGÓGICA EM AÇÃO

  • Eliane de Lourdes Felden
  • Douglas Gabriel Schinke
  • Bianca Wagner Soares
  • Paulo César Dutra
  • Kauany Rafaela de Oliveira
  • Márcio Adriano Rosa da S Silva
Palavras-chave: Instituto Federal Farroupilha. Formação de Professores. Prática Enquanto Componente Curricular.

Resumo

Esse trabalho tem como tema central “A política de formação de professores no Instituto Federal Farroupilha: as interfaces de uma experiência pedagógica em ação”. Há uma intencionalidade em apresentar um relato de experiência de proposta pedagógica assumida pelo Instituto Federal Farroupilha (IFFar), com o objetivo de formar professores para o exercício competente da docência, visando contribuir para qualificar a educação no Brasil. A Instituição assume como política a formação de professores e, assim, nos cursos de licenciatura há uma proposta de desenvolvimento em todos os semestres da Prática Enquanto Componente Curricular(PeCC). Trata-se de um espaço garantido pelas diretrizes institucionais, tendo como objetivo de oportunizar experiências significativas aos acadêmicos  com a finalidade de articular os conhecimentos construídos no curso em situações da prática profissional docente. As inúmeras ações desenvolvidas pelos estudantes possibilitam uma aproximação com gestores, professores, discentes das escolas públicas e privadas do município em que se insere a instituição e região. A PeCC proporciona o desenvolvimento de projetos envolvendo esses protagonistas das instituições educacionais, a partir da socialização de novas metodologias e materiais didáticos, traduzindo-se em importante locus da formação  profissional. Esse componente curricular está presente em todos os semestres dos cursos de licenciatura e destinam-se ao contexto da prática de ensino da área específica de cada curso bem como, na gestão escolar e educacional. Essa prática possui uma carga horária expressiva em todos os semestres e necessita articular os conhecimentos da área básica específica e pedagógica do currículo, com foco na formação e atuação docente. A metodologia utilizada está pautada em pesquisa bibliográfica, pesquisa qualitativa e pesquisa-ação. Algumas ações que tem sido concretizadas são: visitação e pesquisa nas instituições de ensino, com a realização de entrevistas com os profissionais da educação, observações em aula, estudos dirigidos e outros. No IFFar Campus Santo Ângelo o curso de Licenciatura em Computação  está sendo ofertado desde 2017, e a PeCC tem sido efetivada de forma interdisciplinar em que componentes curriculares ofertados no semestre se articulam garantindo um abordagem dos núcleos da área básica pedagógica e específica. No Curso de Licenciatura em Computação a PeCC tem se constituído em espaço que instiga a compreensão do campo profissional docente, a partir da análise do contexto educacional brasileiro e o estado da arte sobre a Informática na Educação e o Ensino de Computação (Teorias e Metodologias), aliado ao compromisso com a construção da identidade do Licenciado em Computação. Portanto, a PeCC tem se traduzido em um movimento de pesquisa pela necessária inserção das Tecnologias Educacionais em contextos escolares e não-escolares, a partir da elaboração de propostas para a educação.

Publicado
2019-07-25