A ORGANIZAÇÃO INTEGRADA DO CURRÍCULO NO PROEJA: AS PERCEPÇÕES DOS DOCENTES

  • Adão Caron Cambraia IFFarroupilha Campus Santo Augusto
  • Ana Paula dos Santos Agertt IFFarroupilha
  • Cintia Beatriz Diehl Güntzel dos Santos IFFarroupilha Campus Panambi
  • Luís Maria Fernandes Areal Rothes Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico do Porto/PT
Palavras-chave: PROEJA, Currículo, Currículo Integrado.

Resumo

Este trabalho resulta de uma pesquisa de mestrado cujo propósito foi compreender como se concretiza a organização curricular estruturada por núcleos pedagógicos e áreas do conhecimento, que agrega saberes da formação básica e técnica e é inspirada nas concepções de Currículo Integrado (CI). O estudo de caso foi realizado em um Instituto Federal, em turma de 3º ano do Programa Nacional de Integração da Educação Profissional com a Educação Básica na Modalidade de Educação de Jovens e Adultos (PROEJA). Foram inquiridos sete docentes, que relataram suas concepções de currículo e de CI, e suas dificuldades e sucessos percebidos nessa organização do ensino. A pesquisa teve abordagem qualitativa, classificando-se como estudo de caso. De acordo com Yin (2005, apud GIL, 2008, p. 58), “o estudo de caso é um estudo empírico que investiga um fenômeno dentro do seu contexto”. Entrevistas semiestruturadas foram realizadas com os docentes com maior tempo de atuação. As respostas foram gravadas e transcritas fielmente, e posteriormente avaliadas com a metodologia de análise de conteúdo. Ficou evidente que a maioria dos docentes tem suas concepções sobre currículo atreladas à lista de disciplinas ou conteúdos. Em relação ao CI, relatos direcionaram concepções para um viés mais amplo, de formação para a vida. Declarações que aproximam concepção sobre CI à mera junção de disciplinas surgiram como minoria. Sobre as dificuldades em efetivar a organização integrada, os docentes relataram não saber como trabalhar com o CI. Outra dificuldade se refere à formação disciplinar que tiveram ao longo vida acadêmica. Percebe-se que apenas parte dos docentes conhecem os fundamentos para a implementação do CI no curso. Todavia, todos o consideram favorecedor da aprendizagem na educação de jovens e adultos. Em maior ou menor intensidade, para os docentes, os projetos integradores desenvolvidos com a prática profissional integrada (PPI) representam a melhor maneira de promover a aprendizagem e concretizar o CI. Assim, vimos o caminho em construção no contexto. A organização do ensino conforme concepções de CI, para os docentes, confere maior aproximação dos conhecimentos lecionados com a vida dos discentes. Portanto, a integração, ainda que com alguns percalços e necessidade de aprimoramento, está ocorrendo.

Publicado
2019-07-21