AS IMPLICAÇÕES FORMATIVAS DO ESTÁGIO EM DOCÊNCIA PARA OS ACADÊMICOS DE PÓS-GRADUAÇÃO

  • Patrícia Feiten Pinto Mestranda PPGEC-Unijui
Palavras-chave: Docência. Formação na pós-graduação. Experiência.

Resumo

Esse relato insere-se em uma experiência possibilitada através do Programa de Pós-Graduação em Educação nas Ciências do Mestrado da UNIJUÍ, por meio de um estágio em docência no ensino superior, na graduação de psicologia no 8º semestre da mesma instituição. A disciplina em questão foi: Psicodinâmicas Institucionais, onde foram estudados alguns escritos de Freud, tais quais: Totem e Tabu, O Mal Estar na Civilização e Psicologia das Massas e Análise do Eu. O objetivo dessa experiência foi compreender e tecer algumas construções sobre a docência no ensino superior, visto que esse é um dos maiores desejos em termos profissionais da acadêmica. Ao longo do semestre, a mestranda participou da disciplina no papel de aluna, mas sempre observando a atuação da professora e também, contribuindo para as discussões. Para a socialização dos trabalhos realizados no semestre pelos alunos, foram realizadas rodas de conversa nas quais, a acadêmica auxiliou a coordenação das discussões. Além disso, a mestranda ministrou uma aula sobre o assunto: ética e psicanálise, relacionando a sua dissertação com os livros estudados na disciplina. Acredita-se que esse momento foi bastante prazeroso, já que, durante a aula, produziram-se situações de diálogo e, consequentemente, construções realizadas pelos alunos. Devido a isso, pode-se pensar que essa aula foi acolhida de forma positiva pelos alunos e pela professora titular da disciplina, visto que houve bastante interação por parte de todos. Ao analisar essa experiência, compreende-se que, para o aprendizado, esta mostrou ser significativa devido ao fato de que os livros trabalhados em aula são algumas das bibliografias fundamentais para a escrita da dissertação da acadêmica. A partir desse relato de experiência, entende-se que a integração entre as teorias e campo empírico demonstra ser um elemento riquíssimo para pensar a formação dos alunos de pós-graduação. Nesse sentido, articular essas experiências pode auxiliar para uma maior reflexão ética sobre o que é ser professor no ensino superior, permitindo examinar que a docência, a cada encontro, demanda novas construções por parte do professor, sendo isso, um desafio. Nessa perspectiva, a docência gera dúvidas e inquietações e, ao ter a oportunidade de estar em contato com isso desde o seu processo de formação no mestrado, é possível já ir adquirindo um percurso prático com o auxílio de outros professores com experiência em lecionar. Mesmo que as construções teóricas e disciplinares sejam indispensáveis para a formação, a perspectiva empírica demonstra ser potente, pois isso faz com que o acadêmico realize inscrições simbólicas práticas, produzindo novas significações, inclusive como aluno de pós-graduação. Assim sendo, esse estágio contribuiu para a experiência profissional, pessoal e também auxiliou nas escritas acadêmicas da mestranda.

Publicado
2019-07-21