MOSTRA DE CURTAS-DOCUMENTÁRIOS SOBRE AS MISSÕES JESUÍTCAS: UMA EXPERIÊNCIA PEDAGÓGICA INTEGRADA NO IFFAR-FW

  • César Augusto González IFFarroupilha Campus Frederico Westphalen
  • Mariane Martins Rapôso IFFarroupilha Campus Frederico Westphalen
Palavras-chave: Documentários. Ensino Integrado. Interdisciplinaridade.

Resumo

O presente trabalho trata de um projeto de ensino levado a cabo ao longo do ano de 2018 com os primeiros anos do Ensino Médio Integrado dos cursos técnicos em Agropecuária e em Informática. O projeto de ensino em questão visava à construção de quatro documentários curtas-metragens sobre as Missões Jesuíticas no Rio Grande do Sul. Cada turma de alunos (três do curso de Agropecuária e uma do curso de Informática) era responsável pela produção de um filme, o qual deveria abordar algum aspecto da temática geral do projeto: (a) etnologia e relativismo, (b) contexto histórico e geográfico, (c) patrimônio cultural e (d) arte e literatura. Como se vê, os temas eram variados e permitiram o trabalho em conjunto de disciplinas das áreas de linguagens e de ciências humanas. Os alunos foram organizados em grupos que trabalharam sequencialmente, cada qual com uma tarefa diferente. As tarefas foram as seguintes: (1) pesquisa, (2) roteirização inicial, (3) filmagem, (4) fotografia, (5) roteirização final, (6) narração, (7) edição, (8) legendagem, (9) divulgação. Ao longo do ano letivo, professores das disciplinas envolvidas ofereceram aulas sobre os temas de cada turma, com o intuito de garantir que os filmes contivessem informações corretas e interessantes, e orientaram o trabalho dos grupos de alunos, a fim de se atingir os objetivos de cada grupo. Também as turmas em questão visitaram o sítio arqueológico São Miguel Arcanjo, em São Miguel das Missões, para registrar vídeos e fotografias para composição dos filmes documentários. Durante o evento “Semana de Integração Campus-Comunidade”, no qual o Campus Frederico Westphalen se abre à visitação da comunidade externa, em especial de escolas de Ensino Fundamental da região, os filmes eram projetados em uma Mostra para os visitantes. Um grupo de avaliadores externos ao Campus era convidado para participar da Mostra, atribuindo notas para a seleção do melhor filme, o qual recebeu um troféu. Posteriormente, os filmes foram disponibilizados online, por meio da plataforma YouTube. O objetivo deste trabalho é apresentar o projeto de ensino em tela, a fim de refletir sobre suas qualidades e seus limites desde a perspectiva de dois dos professores que dele participaram. Para isso, revisamos o projeto escrito, as memórias dos professores e a avaliação realizada pelos alunos. Como professores, consideramos que o projeto atingiu seus objetivos relativos ao desenvolvimento dos conteúdos das disciplinas, como sugere a qualidade dos filmes produzidos. Por outro lado, do ponto de vista do gênero discursivo documentário curta-metragem, a avaliação é que o projeto foi apenas parcialmente bem sucedido, visto que os alunos não possuíam contato prévio com o gênero, o que implicou em dificuldades principalmente na roteirização, mas também, de um modo geral, na execução da proposta. Por fim, da perspectiva de uma expectativa de certa autonomia dos alunos em sua própria aprendizagem, percebemos muitas dificuldades em eles se auto-gerirem, em eles estabelecerem relações de confiança entre pares e em eles produzirem trabalhos em grupo, sem que a perspectiva individual superasse a do conjunto.

Publicado
2019-07-21