OTIMIZAÇÃO DO PROCESSO DE ELETROCOAGULAÇÃO PARA ESGOTO PÓS TRATADO

  • Rita de Cássia dos Santos UNIJUÍ
  • Jeferson Steffanello Piccin
  • Marcelo Hemkemeier
  • Janaína Terhorst Pizutti

Resumo

Este estudo objetivou verificar o comportamento do efluente característico urbano oriundo da saída de um reator anaeróbio (UASB) diante ao tratamento por eletrocoagulação (EC). Para tanto, avaliou-se a influência do pH e da densidade de corrente em relação a remoção da Demanda Química de Oxigênio (DQO) e ao consumo de energia (CE). Os resultados apontaram remoções em condição ideal (otimizada) de 44,58% e um consumo energético de kWh/Kg em pH igual a 6 e intensidade de corrente 30A/m2.
Publicado
2018-02-15
Como Citar
DOS SANTOS, Rita de Cássia et al. OTIMIZAÇÃO DO PROCESSO DE ELETROCOAGULAÇÃO PARA ESGOTO PÓS TRATADO. CRICTE, [S.l.], fev. 2018. ISSN 2318-3438. Disponível em: <https://publicacoeseventos.unijui.edu.br/index.php/cricte/article/view/8962>. Acesso em: 25 ago. 2019.
Seção
Engenharia Civil