AVALIAÇÃO DA INFLUÊNCIA DO TEMPO DE CURA NA ESTABILIZAÇÃO DE SOLOS LATERÍTICOS COM ADIÇÃO DE CAL E CIMENTO

  • Maurício Thomas UNIJUÍ
  • Jaelson Budny

Resumo

Buscando soluções alternativas para o Sistema Rodoviário Brasileiro, a pesquisa em questão visa conhecer melhor os solos lateríticos para serem utilizados em bases e sub-bases de pavimentos. O solo da pesquisa provém do município de Cândido Godói-RS, a cal é do tipo hidratada de classe CH-II Dolomítica e o cimento é do tipo Portland de classe CP-IV. Inicialmente, caracterizou-se o solo baseado na metodologia MCT. A quantidade de cal e cimento utilizada nas misturas foi norteada pelo ensaio Físico-Químico e pela ASTM 3282, respectivamente. Foram moldados 28 CP’s cilíndricos de dimensões 5x10cm de cada composição (solo puro, solo+cal e solo+cimento) e deixados em cura durante idades pré-definidas. Após cada idade de cura, os corpos de prova foram submetidos ao Ensaio de Compressão Simples. Por fim, concluiu-se que houve uma melhora nas propriedades do solo com as adições de cal e cimento, havendo um aumento na resistência do solo estudado.
Publicado
2018-02-15
Como Citar
THOMAS, Maurício; BUDNY, Jaelson. AVALIAÇÃO DA INFLUÊNCIA DO TEMPO DE CURA NA ESTABILIZAÇÃO DE SOLOS LATERÍTICOS COM ADIÇÃO DE CAL E CIMENTO. CRICTE, [S.l.], fev. 2018. ISSN 2318-3438. Disponível em: <https://publicacoeseventos.unijui.edu.br/index.php/cricte/article/view/8957>. Acesso em: 18 jun. 2019.
Seção
Engenharia Civil