DETERMINAÇÃO E ANÁLISE DE RECALQUES DOS SOLOS DA REGIÃO NOROESTE DO RIO GRANDE DO SUL ATRAVÉS DE ENSAIOS DE PLAC

  • Larissa Sasso UNIJUÍ
  • Alexia Wagner
  • Felipe Kirschner
  • Rosana Brauwers
  • Gabriel Verdi Leal
  • Carlos Wayhs

Resumo

Estudos geotécnicos são necessários em qualquer obra, ainda mais na estimativa dos recalques, permitindo projetos de fundações visando segurança e economia nas construções. Os valores de recalque podem ser conhecidos através de prova direta de carga sobre o terreno ou utilizando-se modelos de estimativa de cálculo semi-empíricos. Ao relacionar ambos os resultados, pode-se identificar os métodos que fornecem valores mais próximos aos obtidos em campo. Foram executados ensaios de placa e SPT nas cidades de Ijuí, Santa Rosa, Coronel Barros, Palmeira das Missões e Cruz Alta, e seus resultados foram comparados com os recalques estimados por 12 métodos. Constatou-se que o método do valor médio de Ruver e Teoria da Elasticidade aproximaram-se dos valores de recalques da fase elástica do solo, enquanto que Ruver Limite Superior, Agnostopoulos et al., Meyerhof (1974) e D'Appolonia et al. alcançaram valores próximos aos de ruptura do solo ou recalque de 25 mm.

Publicado
2018-02-15
Seção
Engenharia Civil