INFRAESTRUTURA PARA PEDESTRES NA CIDADE DE IJUÍ: A QUALIDADE DAS CALÇADAS

  • Angélica Monique Boehm UNIJUÍ
  • Greice Kelly Melo
  • Tanise Ferrari Agnoletto
  • Cláudia Kraemer Legonde

Resumo

No Brasil existem 46 milhões de pessoas que possuem algum tipo de deficiência, representando uma quantidade considerável em comparação com a população total. Também devemos citar as pessoas com mobilidade reduzida, como idosos, crianças e gestantes, aumentando ainda mais o número de pessoas que necessitam de espaços acessíveis. A organização e o planejamento das cidades devem possibilitar aos seus pedestres uma forma segura de locomoção aos serviços públicos e circulação nas vias, garantindo acessibilidades às pessoas com deficiências. Neste cenário, o objetivo deste trabalho é analisar as condições de acessibilidade nas calçadas, vias e passeios públicos, na rua Carlos Guilherme Erig da cidade de Ijuí – RS, de acordo com as leis e normas que regem este assunto.
Publicado
2018-02-15
Como Citar
BOEHM, Angélica Monique et al. INFRAESTRUTURA PARA PEDESTRES NA CIDADE DE IJUÍ: A QUALIDADE DAS CALÇADAS. CRICTE, [S.l.], fev. 2018. ISSN 2318-3438. Disponível em: <https://publicacoeseventos.unijui.edu.br/index.php/cricte/article/view/8939>. Acesso em: 18 jun. 2019.
Seção
Engenharia Civil