DEFLEXÕES EM PAVIMENTO FLEXÍVEL EM RODOVIA FEDERAL DA REGIÃO NOROESTE DO RS VARIANDO O PERÍODO SEM PRECIPITAÇÃO AO LONGO DO ANO

  • Taciane Fracaro Pedrotti UNIJUÍ
  • Jessamine Pedroso de Oliveira
  • Thainá Yasmin Dessuy
  • Carlos Alberto Simões Pires Wayhs
  • José Antônio Santana Echeverria

Resumo

A presença de umidade tem levado a um grande número de insucessos e de rupturas prematuras em pavimentos. Para avaliar este problema, apresenta-se este trabalho que objetiva avaliar a influência da infiltração da água em dois trechos próximos. Trata-se de pavimento flexível na BR-285/RS, com material no subleito de solo argiloso, localizando-se o primeiro, próximo ao viaduto de interseção desta BR com a BR-158/RS e o segundo no km 409, ambos no município de Panambi – RS. A avaliação realizar-se-á de forma indireta através medições das deflexões do pavimento utilizando a viga benkelman. Conclui-se que as cargas de rodas produzem deformação muito superior em relação aos períodos em que a estrutura do pavimento se encontra mais seca. Na sequência da pesquisa pretende-se implantar drenos subsuperficiais de pavimento nos trechos em análise, a fim de tentar pelo menos reduzir os problemas relacionados à presença de água nas camadas da rodovia.
Publicado
2018-02-15
Seção
Engenharia Civil