CEMENTAÇÃO SÓLIDA NO AÇO SAE 8620

  • Guilherme Pellat dos Santos UNIJUÍ
  • Vítor Garlet Caetano
  • Flávio Kieckow

Resumo

O processo de cementação, muito utilizado industrialmente, baseia-se na modificação das propriedades na superfície de materiais com baixo teor de carbono deste modo, trazendo melhorias na resistência ao desgaste, dureza, fadiga e corrosão. A existência de elementos de liga no material cementado traz benefícios para tratamentos posteriores. Tendo em conta o enredo, utilizou-se amostras do aço SAE 8620 que possui elementos de liga como níquel, cromo e molibdênio, que melhoram a temperabilidade do aço. Escolheu-se a cementação do tipo sólida (em caixa) “a temperatura de 925ºC com resfriamento no forno até 850ºC” [1], fez-se têmpera com resfriamento no óleo e revenido a temperatura de 190ºC resfriado no ar. A região enriquecida com carbono teve um aumento de dureza extremamente superior ao do núcleo. Realizou-se, com a peça cementada, testes de dureza e tração, além de análise metalográfica.
Publicado
2018-02-15
Como Citar
SANTOS, Guilherme Pellat dos; CAETANO, Vítor Garlet; KIECKOW, Flávio. CEMENTAÇÃO SÓLIDA NO AÇO SAE 8620. CRICTE, [S.l.], fev. 2018. ISSN 2318-3438. Disponível em: <https://publicacoeseventos.unijui.edu.br/index.php/cricte/article/view/8763>. Acesso em: 17 ago. 2019.
Seção
Engenharia Mecânica