A MEDIAÇÃO WARATIANA COMO MEIO DEMOCRÁTICO PARA FORTALECER O SUJEITO NA MODERNIDADE

  • Janete Rosa Martins Unijuí
  • Raul Bohnenberger Mallmann Unijuí

Resumo

Atualmente a mediação judicial ganhou ênfase com o advento de promulgações legislativas e de ato administrativo do CNJ. No entanto, a mediação só é mediação porque tem pressupostos que a distinguem das diferentes formas de tratar o conflito. Buscando entender essa distinção, dissertou-se sobre o poder simbólico, campo e habitus para posteriormente se falar na dominação que pode vir sob as máscaras do economicismo – que invisibiliza o capital cultural. A superação dessa invisibilização pode se dar através da desideologização pela carnavalidade: possibilitando formar uma ação e criar um discurso reivindicatório e perfectibilizando uma democracia substancial e decorrentemente o Sujeito, tão necessário à modernidade. Faltam esses pressupostos reivindicatórios para a mediação judicial, motivo pelo qual defende-se a mediação comunitária.

Publicado
2018-07-17
Como Citar
MARTINS, Janete Rosa; MALLMANN, Raul Bohnenberger. A MEDIAÇÃO WARATIANA COMO MEIO DEMOCRÁTICO PARA FORTALECER O SUJEITO NA MODERNIDADE. I Congresso Nacional de Biopolítica e Direitos Humanos, [S.l.], jul. 2018. Disponível em: <https://publicacoeseventos.unijui.edu.br/index.php/conabipodihu/article/view/9289>. Acesso em: 17 jun. 2019.
Seção
GT II – DIREITOS HUMANOS, JUSTIÇA E INCLUSÃO SOCIAL