ESTUDO MECANÍSTICO DE MISTURAS DE ARGILA LATERÍTICA COM AGREGADO MIÚDO PARA USO EM PAVIMENTOS ECONÔMICOS

  • Nicole Callai
  • Anna Paula Sandri Zappe
  • Leonardo Brizolla de Mello
  • Carlos Alberto Simões Pires Wayhs

Resumo

Os altos custos de implantação de pavimentos asfálticos configuram-se, hoje, como o principal fator responsável pelo elevado índice de rodovias não pavimentadas no Brasil, cerca de 78,6%. Baseado no conceito de pavimentos econômicos instituído por Villibor e Nogami (2009), que consiste na utilização de materiais locais e de menor custo na execução de pavimentos, iniciaram-se estudos com misturas de argila laterítica da cidade de Ijuí – RS e agregados miúdos (areia natural, areia industrial e resíduo da construção civil moído fino), nas porcentagens em peso de 40% de agregado e 60% de solo, a fim de analisar suas propriedades de interesse para pavimentação e definir a possibilidade de uso como bases e sub-bases. Para tanto, serão realizados os ensaios da metodologia MCT para obtenção das propriedades geotécnicas das misturas, e o ensaio triaxial de cargas repetidas, para conhecimento do módulo de resiliência dos respectivos materiais, o que possibilitará o dimensionamento de um pavimento flexível utilizando as misturas estudadas como base, objetivando analisar a estrutura obtida quanto à sua vida útil de fadiga e ao afundamento de trilho de rodas. Espera-se concluir pela viabilidade de emprego das misturas em pavimentação, configurando-se como possíveis soluções de baixo custo para o setor rodoviário.

Publicado
2018-05-07
Edição
Seção
Artigos