A SUSTENTABILIDADE DO ESPAÇO CONSTRUÍDO ATRAVÉS DA BIOCONSTRUÇÃO

  • Luis Gustavo Atkinson
  • Tarcisio Dorn de Oliveira

Resumo

A bioconstrução é uma forma alternativa e inovadora de construir, visando reduzir o impacto ambiental e utilizando materiais biodegradáveis, provenientes do próprio entorno da edificação, utilizando uma extração consciente. As técnicas construtivas são simples, onde qualquer pessoa pode executar, se tornando acessível para a população carente, são também chamadas de técnicas de autoconstrução. O presente ensaio teórico, através de uma revisão bibliográfica e documental, tem como objetivo ressaltar as vantagens desta tipologia construtiva, onde a terra é um dos principais materiais utilizados, pois apresenta uma boa trabalhabilidade e se encontra em abundância em quase todos ambientes, dela pode-se fazer os tijolos de adobe, os revestimentos e até a pintura da edificação. A utilização de fontes de energia renováveis como a solar e a eólica também são utilizados, e a captação de água da chuva é outro fator importante, presando sempre o uso passivo de recursos naturais. Dentre as técnicas construtivas mais utilizadas tem-se o pau a pique, também conhecido como taipa de mão, que consiste em uma estrutura de madeira ou galhos, fixados na vertical e entrelaçados na horizontal, revestidos com uma mistura de terra e palha. Também existe a alvenaria de adobe, que é basicamente um tijolo de barro com palha, moldado a seco, ele apresenta qualidades favoráveis ao conforto térmico, diminuindo as variações de temperatura. o Ministério do Meio Ambiente disponibilizou uma cartilha, para orientar e servir como um guia prático para bioconstruções, apresentando diversas metodologias, de maneira detalhada, para sensibilizar sobre as maneiras alternativas de construir. Assim, pode-se compreender que podemos sair dos meios de construção tradicional, diminuindo os impactos ambientais e dando acessibilidade para a população, priorizando moradias de qualidade, baixo custo e sustentáveis, juntamente com a união das comunidades e o trabalho em equipe.

Publicado
2019-02-08
Seção
Artigos