A CIDADE E SEU PAPEL NA FORMAÇÃO CIDADÃ

  • Gabriel da Silva Wildner
  • Jandha Telles Reis Vieira Müller
  • Tarcísio Dorn de Oliveira

Resumo

As cidades, apesar de serem superficialmente definidas como conjuntos de edificações que sustentam e são sustentadas por fluxos humanos, deveriam ser interpretadas de uma outra forma. Sua caracterização transcende essa definição simplista, haja visto que, a mesma se dá de modo fragmentado e articulado de acordo com as funções que são exercidas e a maneira como são exercidas em cada parte do espaço urbano. Essas funções, que são atribuídas aos espaços e exercidas pela diversidade, competem um papel altamente ativo na formação cidadã, posto que possibilita a promoção de espaços diversificados e democráticos para as aspirações humanas. O corrente ensaio baseia-se em bibliografias de autores que fazem reflexões acerca das temáticas de cidade, espaço urbano e cidadania; também possui o propósito de refletir acerca do papel da cidade como espaço físico na formação cidadã da população. Compreendidas como resultado das antigas civilizações, as cidades - cujo os movimentos da vida transpassam suas construções - são espaços de lutas, trocas e de aprendizados entre diferentes grupos sociais, resultados da temporalidade e de acontecimentos do passado. Nesse aspecto, as funções e a forma que as pessoas realizam suas atividades são o reflexo do que se sucedeu anteriormente na história, e que se relacionam - ou deveriam se relacionar - diretamente com os direitos e deveres que determinam e garantem a democracia e a igualdade entre todos. Esses deveres são determinados como um conjunto de leis que visam manter a ordem e o equilíbrio entre os espaços e as relações humanas. Assim, as cidade, como espaços que refletem essas ações, devem promover a cidadania em todos os aspectos, a fim de garantir que nenhum indivíduo sinta-se excluído do espaço urbano e seus fluxos por ser, apresentar ou representar uma minoria. Compreende-se, dessa maneira, que a cidadania, não encontra-se somente de maneira abstrata nos espaços da vida na forma de ações humanas, mas como também um comprometimento no âmbito público qual preza e defende aspectos no espaço urbano para o benefício do público e do social. Desse modo, a cidade deve ser um local que favoreça o exercício integral da cidadania à toda população, isto é, a cidade além de promover meios para que o ser humano cresça nos âmbitos material e cultural, deve garantir que si mesma seja resultado da aspiração e atuação de todos os seus cidadãos de modo que suas leis e espaços físicos não representem a exclusão e a falta de representatividade.

Publicado
2019-02-08
Como Citar
WILDNER, Gabriel da Silva; MÜLLER, Jandha Telles Reis Vieira; OLIVEIRA, Tarcísio Dorn de. A CIDADE E SEU PAPEL NA FORMAÇÃO CIDADÃ. I Painel de Pesquisa em Arquitetura e Urbanismo, [S.l.], v. 0, n. 01, fev. 2019. Disponível em: <https://publicacoeseventos.unijui.edu.br/index.php/papearur/article/view/10694>. Acesso em: 16 jun. 2019.
Seção
Artigos