MATEMÁTICA PELO MUNDO

  • Luciana Kuhn da Silva
  • Camila Froner Kachuk
  • Kalyandra de Almeida Casagrande

Resumo

A ideia é escolher um lugar do mundo para conhecer e desvendar que matemática há nele. O destino é New York..., e a matemática está lá, na altura das estátuas, edifícios, na sua arquitetura torres, na iluminação da cidade, na variação de temperatura. Partiu-se da curiosidade das alunas, inicialmente fez-se uma maquete com utilização de tábuas de madeira, caixas de remédio, spray preto, luz de LEDs e pequenas pilhas para demonstrar a cidade. Algumas perguntas impulsionaram a pesquisa, como: Quantas pessoas vivem e visitam New York; Por quê New York é considerada a cidade das alturas? O que tem de diferente e semelhante com o Brasil? Tornando esta relação vinculada a matemática e conceitos que se pode aprender a partir da pesquisa, foi possível perceber o quanto temos de matemática em diferentes situações do dia a dia, além de conhecer um pouco mais da cidade luz.  Para contextualizar, é necessária muita pesquisa para melhorar relacionar com a matemática.

Publicado
2018-06-11
Como Citar
DA SILVA, Luciana Kuhn; KACHUK, Camila Froner; CASAGRANDE, Kalyandra de Almeida. MATEMÁTICA PELO MUNDO. Feira Regional de Matemática do RS, [S.l.], v. 1, n. 1, jun. 2018. Disponível em: <https://publicacoeseventos.unijui.edu.br/index.php/feiramatematica/article/view/9196>. Acesso em: 18 jun. 2019.
Seção
Ensino Fundamental - Anos Finais