MEIO AMBIENTE E SOCIOINTERACIONISMO: UMA NOVA PERSPECTIVA NO ENSINO DE PROBLEMAS AMBIENTAIS

  • Guilherme Franco Miranda

Resumo

O ensino de Química, em sua fundamentação, requer uma relação reflexiva entre teoria, prática, conhecimento científico e senso comum. Essas articulações são de extrema importância, principalmente na Educação Básica, onde os conhecimentos da área são desenvolvidos com os alunos de forma constante perpassando todos os anos de estudo. De acordo com FRANCO, PIO & FONTOURA (2013) o que percebemos com frequência nesta prática pedagógica são aulas pautadas em observações de fenômenos, onde o aluno se torna apenas um espectador de todo o processo. Entende-se os processos que possibilitem aos sujeitos interagirem uns com os outros e com os distintos conhecimentos e funções sociais possuem um papel importante no ensino de Química. O objetivo do trabalho foi analisar a prática sociointeracionista aliada ao ensino-aprendizagem dos conceitos de camada de ozônio, como também problemas ambientais.

Biografia do Autor

Guilherme Franco Miranda
Graduando em Licenciatura e Ciências da Natureza Habilitação Biologia e Química pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia.
Publicado
2013-10-03
Seção
Pôster