Extrato de mirtilo como indicador de pH

  • Mayara Antler Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio do Grande do Sul – IFRS, Câmpus Porto Alegre. Rua Ramiro Barcelos, 2777, Porto Alegre, RS.
  • Andreia M. Zucolotto Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio do Grande do Sul – IFRS, Câmpus Porto Alegre. Rua Ramiro Barcelos, 2777, Porto Alegre, RS.
  • Aline Grunewald Nichele Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio do Grande do Sul – IFRS, Câmpus Porto Alegre. Rua Ramiro Barcelos, 2777, Porto Alegre, RS.

Resumo

BUSCANDO MODOS DE VIABILIZAR A EXPERIMENTAÇÃO NO ENSINO DE CIÊNCIAS, INVESTIGAMOS OUTRAS POSSIBILIDADES DE INDICADORES ÁCIDO-BASE, TENDO COMO CRITÉRIOS O BAIXO CUSTO, SEU FÁCIL ACESSO E SUA SIMPLES EXECUÇÃO EM QUALQUER AMBIENTE ESCOLAR. NOSSA PESQUISA SE PROPÔS A ESTUDAR NOVOS INDICADORES NATURAIS DE PH E, ASSIM, ESCOLHEMOS ESTUDAR O COMPORTAMENTO DO EXTRATO DE MIRTILO PARA ESTE FIM, VISTO QUE SUAS PROPRIEDADES COMO INDICADOR DE PH NÃO SÃO CONHECIDAS. NESTE TRABALHO TRAZEMOS A PROPOSTA DE PRODUÇÃO DE EXTRATO DE MIRTILO, COM UM PROCEDIMENTO FÁCIL DE SER REPRODUZIDO E QUE, ACREDITAMOS, CONTRIBUI PARA O APRENDIZADO DOS ALUNOS EM ASSUNTOS RELACIONADOS AO ESTUDO DE ÁCIDOS E BASES E DE INDICADORES DE PH.
Publicado
2013-10-02
Seção
Pôster