Extrato Aquoso de Uva Niágara Rosa como Indicador Ácido-base. Uma Proposição Experimental para o Estudo das Águas no Ensino de Química.

  • Viviane L. Valadan Universidade Federal do Pampa (Unipampa) Campus Bagé
  • Mariene R. Cunha Universidade Federal do Pampa (Unipampa) Campus Bagé
  • Nilton F.G. Mendes Universidade Federal do Pampa (Unipampa) Campus Bagé
  • Marilice B. Silveira Universidade Federal do Pampa (Unipampa) Campus Bagé
  • Flávio A. Pavan Universidade Federal do Pampa (Unipampa) Campus Bagé

Resumo

O presente trabalho tem como objetivo principal proporcionar aos estudantes de química do ensino médio o aprendizado sobre acidez e basicidade de águas usando como indicador ácido-base extrato de bagaço de uva (Niágara rosa). Pelo nosso conhecimento da literatura, o extrato aquoso do bagaço da uva Niágara rosa não tem sido aplicado para esse propósito. Inicialmente foram preparadas soluções com diferentes valores de pH’s variando entre 2 e 12 para verificar a coloração do indicador em cada pH estudado . Numa segunda fase do trabalho, coletou-se diferentes amostras de águas de córregos, rios, águas residenciais e de torneira com o propósito de verificar a acidez destas águas empregando-se o novo indicador natural. Pretende-se com este trabalho popularizar o estudo do extrato de bagaço de uva Niágara rosa como indicador ácido-base em estudos envolvendo meio aquoso.
Publicado
2013-10-02
Seção
Pôster