Experimentação simples e rápida para estudos de sorção em água envolvendo corante sintético na superfície do bagaço de uva.

  • Nilton F.M. Gelos Universidade Federal do Pampa (Unipampa) Campus Bagé.
  • Mariene R. Cunha Universidade Federal do Pampa (Unipampa) Campus Bagé.
  • Marilice B. Silveira Universidade Federal do Pampa (Unipampa) Campus Bagé.
  • Flávio A. Pavan Universidade Federal do Pampa (Unipampa) Campus Bagé.

Resumo

O presente trabalho tem como objeto o estudo de sorção de corante sintético (tinta guache preta) na superfície do bagaço de casca de uva e assim, possibilitar o reuso da água contaminada por este tipo de poluente. Estamos propondo um experimento bastante simples e rápido que viabilize a sua realização em tempo hábil em sala de aula. Para tal, utilizamos materiais descartáveis, simples e de fácil obtenção o que torna a experimentação proposta realizável em escolas desprovidas de laboratórios de ciência. A eficiência do processo de sorção do corante sintético na superfície do bagaço de uva dá-se pela rápida mudança na coloração da água antes e após o processo de sorção. Por se tratar de um experimento visual, o aluno pode acompanhar os experimentos facilmente sem a necessidade de aparatos tecnológicos sofisticados RS. Temos ainda como propósito chamar a atenção da comunidade estudantil para a necessidade de preservação da água. Introdução
Publicado
2013-10-02
Seção
Pôster