Avaliação do emprego do extrato aquoso de cinzas na produção artesanal de sabão

  • Luciana D. Venquiaruto Curso de Química, Universidade Regional Integrado do Alto Uruguai e Missões, Campus Erechim, RS. Avenida, Sete de Setembro, 1621, Erechim, RS
  • Rogério M. Dallago Curso de Química, Universidade Regional Integrado do Alto Uruguai e Missões, Campus Erechim, RS. Avenida, Sete de Setembro, 1621, Erechim, RS
  • Daniel Santos Curso de Química, Universidade Regional Integrado do Alto Uruguai e Missões, Campus Erechim, RS. Avenida, Sete de Setembro, 1621, Erechim, RS
  • Rubia Mores Curso de Química, Universidade Regional Integrado do Alto Uruguai e Missões, Campus Erechim, RS. Avenida, Sete de Setembro, 1621, Erechim, RS
  • Sabrina de Camargo Curso de Química, Universidade Regional Integrado do Alto Uruguai e Missões, Campus Erechim, RS. Avenida, Sete de Setembro, 1621, Erechim, RS

Resumo

O PRESENTE TRABALHO FOI DESENVOLVIDO NA TENTATIVA DE TRANSFORMAR OS SABERES POPULARES, RELACIONADOS À PRODUÇÃO ARTESANAL DO SABÃO, DE UM GRUPO DE AGRICULTORES CAMPESINOS QUE EMPREGAM O EXTRATO DE CINZA COMO FONTE DE ALCALINIDADE EM SUBSTITUIÇÃO PARCIAL DA SODA, EM SABERES QUE FAÇAM PARTE DO CURRÍCULO ESCOLAR.
Publicado
2013-10-02
Seção
Pôster