A AFETIVIDADE NA RELAÇÃO PEDAGÓGICA

  • Luiz Flavio Rangel

Resumo

Este trabalho é o resultado da reflexão de educadores, sobre suas práticas pedagógicas, bem como de observações desenvolvidas em encontros de professores, ao refletirem sobre os seus cotidianos escolares. As questões afetivas e contextuais embora sejam aceitas como um fator que exerce influência no desempenho dos alunos, ainda possuem por parte dos professores muitas ressalvas que impedem que os mesmos contemplem as questões afetivas na relação pedagógica. A racionalidade disciplinar desenvolvida através de currículos fixos, que não contemplam as diversidades dos estudantes, e nem explicam a pluralidade de saberes que os alunos trazem até a escola, precisa ser reavaliada. Portanto, se faz necessário um olhar mais amplo, para que a escola deixe de excluir alunos, baseado em rotinas de ensino e instrumentos ultrapassados de análise e avaliação.
Publicado
2013-09-30
Seção
Apresentação Oral