O FEMINISMO COMO ENFRENTAMENTO DO BIOPODER EM UMA SOCIEDADE PATRIARCAL

  • Ana Claudia Delajustine

Resumo

O patriarcado é um sistema histórico de dominação, exploração e opressão para com as mulheres; entretanto, é inegável a afirmação de que é sob essa lógica patriarcal que se vive. Dessa forma, os outros sistemas que guiam a existência social, econômica e política dos seres humanos vai responder também ao patriarcado, como acontece com o biopoder. O biopoder afirma ser possível controlar a população a partir de seu duo vida-morte, porém, dentro de uma sociedade patriarcal, esse sistema controla populações específicas privadas de possuir o poder: as mulheres. Os movimentos feministas surgem como resistência pela vida com cidadania das mulheres e como método de enfrentamento de uma sociedade que permanece sob a lógica do patriarcado e das relações de poder.

Publicado
2018-07-17
Como Citar
DELAJUSTINE, Ana Claudia. O FEMINISMO COMO ENFRENTAMENTO DO BIOPODER EM UMA SOCIEDADE PATRIARCAL. I Congresso Nacional de Biopolítica e Direitos Humanos, [S.l.], jul. 2018. Disponível em: <https://publicacoeseventos.unijui.edu.br/index.php/conabipodihu/article/view/9328>. Acesso em: 17 jun. 2019.
Seção
GT III – BIOPOLÍTICA, GÊNERO E IDENTIDADE